Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
3

Mais de 500 casos de sarampo na Europa em 2016

Doença é evitada pela vacinação e pode provocar a morte.
30 de Março de 2017 às 11:31
Sarampo
Vacina do sarampo
Sarampo
Vacina do sarampo
Sarampo
Vacina do sarampo
Mais de 500 casos de sarampo foram reportados só este ano na Europa, afetando pelo menos sete países, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS).

Alemanha, França, Itália, Polónia, Roménia, Suíça e Ucrânia foram os países onde se detetaram casos, de acordo com um comunicado divulgado esta semana pela OMS.

O sarampo é uma das doenças infeciosas mais contagiosas, podendo provocar doença grave ou mesmo a morte. É evitável pela vacinação e está, há vários anos, controlada em Portugal.

A diretora regional europeia da OMS, Zsuzsanna Jakab, considerou que esta situação é preocupante "já que o continente europeu registou avanços nos últimos dois anos para eliminar o sarampo".

A transmissão do vírus já foi interrompida em dois terços dos 53 países da região europeia, mas continua endémica em 14 países.

A Itália e a Roménia são países que mais concentram casos da doença, sendo que a maioria está em áreas com baixa cobertura de imunização. Só na Roménia, foram registados mais de três mil casos desde 2016, com 17 mortes.

Em Portugal, a OMS reconheceu oficialmente a eliminação do vírus do sarampo no verão do ano passo, tendo feito o mesmo para a rubéola.

Consideram-se já protegidas contra o sarampo as pessoas que tiveram a doença ou que têm duas doses da vacina, no caso dos menores de 18, e uma dose quando se trata de adultos.

A Direção-geral da Saúde (DGS) tem aconselhado a vacina a todas as pessoas que vão viajar ou participar em eventos internacionais. As vacinas são dadas gratuitamente no Serviço Nacional de Saúde (SNS).
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)