Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
8

Medicina domina top 10 dos cursos mais difíceis

Estudar para médico é algo só acessível a uma elite, a avaliar pelas notas exigidas nos cursos superiores de Medicina. O curso da Universidade do Porto volta este ano a ser aquele que exige a média de entrada mais elevada, com 183.7 pontos, ainda assim um pouco abaixo dos 185.2 necessários para entrar no ano passado. Para se perceber a dimensão do domínio da Medicina no que toca aos cursos mais exigentes, basta verificar que, dos 10 cursos com média mais elevada, sete são desta área.
12 de Julho de 2010 às 00:30
Cursos de Ciências continuam a ser os mais difíceis de aceder no concurso nacional de acesso ao Superior
Cursos de Ciências continuam a ser os mais difíceis de aceder no concurso nacional de acesso ao Superior FOTO: Nuno Alegria

Os restantes cursos que conseguem entrar no top 10 são Arquitectura, Bioengenharia e Medicina Dentária. O curso de Arquitectura na Universidade do Porto ocupa mesmo o segundo lugar no ranking das médias mais altas. O último aluno a entrar neste curso no ano passado precisou de obter média de 182.5.

No pólo oposto, surgem cursos em que não é preciso ter nota 10 para entrar. A licenciatura em Marketing na Escola Superior de Tecnologia e Gestão do Politécnico de Viseu é a que tem a média mais baixa, tendo em conta que o último aluno a entrar no ano passado acedeu ao curso com 95.0 pontos. Há mais cinco licenciaturas com médias idênticas: Contabilidade (I. P. Viana do Castelo), Turismo (I. P. Bragança), Marketing (I. P. Bragança), Informática (I. P. do Cávado e Ave) e Filosofia (Universidade de Coimbra).

4713 VAGAS PARA NOTA 10

Para o ano académico 2010/2011 há 4713 lugares destinados a estudantes com notas compreendidas entre os 100 e os 109.9 pontos. Isto representa perto de 9 por cento do total das vagas. Os cursos mais representados são os de engenharia, seguidos de contabilidade. Com 100 pontos existem quatro cursos: Comunicação Social, em Abrantes, An imação Social, em Lisboa, Eng. dos Recursos Florestais, em Coimbra, e Comércio, em Águeda.

PORTO OCUPA TODO O PÓDIO

A Universidade do Porto dominou por completo o ranking das médias mais altas, ocupando os três lugares do pódio.

Os cursos com média de entrada mais exigente, a nível nacional, foram Medicina na Faculdade de Medicina (183.7), Arquitectura na Faculdade de Arquitectura (182.5) e Medicina no Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar (182.0). O Porto tem ainda o curso de Bioengenharia no top 10.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)