Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
6

Meio milhão de portugueses consome regularmente canábis

Panorama no consumo de bebidas alcoólicas revela também um crescimento.
João Saramago 29 de Janeiro de 2019 às 08:46
Meio milhão de portugueses consome regularmente canábis
Cigarro de canábis
Cigarro de canábis
Canábis
Meio milhão de portugueses consome regularmente canábis
Cigarro de canábis
Cigarro de canábis
Canábis
Meio milhão de portugueses consome regularmente canábis
Cigarro de canábis
Cigarro de canábis
Canábis
Portugal regista um aumento gradual do consumo de canábis, desde há seis anos. Os últimos dados disponíveis revelam que há meio milhão de portugueses que regularmente recorrem a esta droga.

O panorama no consumo de bebidas alcoólicas revela também um crescimento. Segundo o relatório anual referente aos ‘Comportamentos Aditivos e Dependências’ foi registado um "aumento dos consumos de risco e dependência de álcool e canábis em mulheres e homens mais velhos".

Para a Organização Mundial de Saúde (OMS), em Portugal, o número de mortes ligadas ao álcool é muito elevado entre jovens: uma em cada sete mortes entre os 15 e os 19 anos e uma em cada cinco mortes entre os 20 e os 24 anos. Realidade que levou, ontem, Carina Ferreira Borges, responsável da OMS Portugal a defender o "aumento do preço das bebidas alcoólicas, para diminuir a disponibilidade que existe no mercado".

No relatório a ser apresentado amanhã, no Parlamento, o Serviço de Intervenção nos Comportamentos Aditivos e nas Dependências conclui - com base nos dados referentes a 2017 - que também "nos jovens de 18 anos houve um aumento ligeiro, mas contínuo nos consumos de canábis e álcool".

PORMENORES
Consumo regular a subir
A canábis com fins recreativos é usada regularmente por cerca de meio milhão de portugueses, sendo que dois terços dos consumidores a usam quatro ou mais vezes por semana, segundo um inquérito.

Uso para fins medicinais
A legalização do uso de produtos feitos à base de canábis para fins medicinais foi aprovada pelo Parlamento no ano passado, faltando agora regulamentar a lei .

Procura de tratamento
A dependência da canábis é a mais referida por parte de quem procura tratamento. A toxicidade aumentou com os níveis do composto responsável pelos efeitos alucinogénios a evoluir de 3% para 10% ou 20%.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)