Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
3

Papa pede orações por quem tem responsabilidade pelas mortes no Mediterrâneo

Há registo de 200 migrantes desaparecidos no mar desde o inicio do ano 2019.
Lusa 20 de Janeiro de 2019 às 14:29
Papa Francisco
Papa Francisco
Papa Francisco
Papa Francisco
Papa Francisco
Papa Francisco
Papa Francisco
Papa Francisco
Papa Francisco
Papa Francisco
Papa Francisco
Papa Francisco
O papa pediu este domingo aos cristãos orações pelas vítimas e pelos responsáveis das mortes no mediterrâneo e afirmou que continua a rezar por "um caminho de paz na Colômbia".

"Penso nas vítimas dos naufrágios no Mediterrâneo. Procuravam um futuro para a sua vida. Vítimas quiçá de traficantes de seres humanos. Rezemos por eles e por todos os que têm responsabilidades no que sucedeu", disse Francisco durante a celebração do Angelus, na Praça de São Pedro, Cidade do Vaticano.

A Organização Internacional das Migrações afirmou hoje que o naufrágio a 50 milhas da costa da Líbia, na sexta-feira, é o segundo em dois dias e aumenta o total de migrantes desaparecidos no Mediterrâneo para 200 só este ano.

Em comunicado, a OIM refere que nesta segunda tragédia foram resgatados três sobreviventes, que terão comunicado que na embarcação seguiam 120 pessoas a bordo, e foram também registados três mortos.

Durante a celebração, o papa Francisco afirmou também que continua a rezar por "um caminho de paz na Colômbia", depois de um ataque contra a escola nacional de Polícia, em Bogotá, que matou 21 pessoas e feriu várias dezenas.

O líder da Igreja Católica recordou ainda que na quarta-feira vai viajar para o Panamá para participar na 34.ª Jornada Mundial da Juventude, evento que classificou como "bonito e muito importante para o caminho da Igreja".

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, vai participar na Jornada Mundial da Juventude, tendo a autorização para a deslocação do chefe de Estado ao Panamá sido aprovada no passado dia 11 pela Assembleia da República, por unanimidade.

O projeto de resolução aprovado refere que Marcelo Rebelo de Sousa irá deslocar-se ao Panamá a convite do seu homólogo panamiano, Juan Carlos Varela, fazendo escala em Espanha.

A Jornada Mundial da Juventude é um evento instituído pelo papa João Paulo II, que se realizou pela primeira vez em 1986, em Roma, e que se repete a cada dois ou três anos, numa cidade diferente.

No início de dezembro, o Presidente da República comentou a possibilidade de a Jornada Mundial da Juventude de 2022 vir a realizar-se em Portugal, considerando que "seria uma magnífica notícia", mas ressalvou que era necessário aguardar pela palavra do pontífice.

"A palavra é do papa Francisco e ele não a dará antes do Panamá, antes das Jornadas de janeiro, vamos esperar", declarou, na altura, o chefe de Estado aos jornalistas.

O papa Francisco esteve em Portugal em visita apostólica entre 12 e 13 de maio de 2017, por ocasião do centenário das "aparições" em Fátima.
OIM Líbia Organização Internacional das Migrações Colômbia Marcelo Rebelo de Sousa Mediterrâneo Portugal
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)