Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
7

Portugal mantém 57% do território em seca extrema

Portugal continental mantém-se com 57 por cento de seca extrema e 42 por cento severa, segundo o Instituto de Meteorologia (IM), que já classificou a seca deste ano como pior do que a de 2005.
18 de Abril de 2012 às 13:28
O IM admite que o cenário "mais provável" é que se mantenha a situação de seca meteorológica no final do mês
O IM admite que o cenário 'mais provável' é que se mantenha a situação de seca meteorológica no final do mês FOTO: Sérgio Moraes/Reuters

De acordo com o relatório quinzenal do IM, "em 15 de Abril mantinha-se a situação de seca meteorológica em todo o território continental nas duas classes mais graves: 42% em seca severa e 57% em seca extrema".

O IM admite que o cenário "mais provável" é que se mantenha a situação de seca meteorológica no final do mês, "mas com um desagravamento da sua severidade, nas regiões a norte do sistema montanhoso Montejunto-Estrela".

Numa comparação à situação de seca entre Janeiro e 15 de Abril de 2011-12 e 2004-05, o Instituto de Meteorologia afirma que verificou-se este ano "uma situação mais gravosa do que em 2005, em termos de percentagem".

Contudo, ressalva que "as regiões do Sul em 2005 apresentavam uma situação mais grave do que em 2012, com toda a região em seca extrema", o que não se verifica agora.

O índice utilizado para medir a dimensão da seca tem nove níveis, que variam entre chuva extrema e seca extrema. Antes da seca extrema há a severa, a moderada e fraca.

O IM refere que nos últimos 10 anos a situação de seca mais grave que ocorreu foi no período de Novembro 2004 a Fevereiro de 2006.

seca meteorologia chuva tempo clima im
Ver comentários