Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
7

Professores ameaçam greve aos exames

Mário Nogueira exige compromisso sobre regime especial de aposentação até dia 26.
Bernardo Esteves 18 de Maio de 2017 às 08:16
Fenprof colocou bengalas junto ao ministério
Felizarda Barradas já leva 40 anos de serviço
Sara Bogarim diz que escola precisa de novos docentes
Fenprof colocou bengalas junto ao ministério
Felizarda Barradas já leva 40 anos de serviço
Sara Bogarim diz que escola precisa de novos docentes
Fenprof colocou bengalas junto ao ministério
Felizarda Barradas já leva 40 anos de serviço
Sara Bogarim diz que escola precisa de novos docentes
A Federação Nacional de Professores (Fenprof) ameaçou ontem fazer greve durante os exames nacionais se o Governo não der resposta às suas reivindicações até dia 26. Dezenas de professores protestaram junto ao Ministério da Educação, onde penduraram bengalas nas árvores e entregaram 12 mil postais, exigindo um regime especial de aposentação após 36 anos de serviço, sem penalização.

"Tenho 36 anos de serviço e só me vou reformar em 2025. A escola precisa de novos professores para haver uma lufada de ar fresco", disse ao Correio da Manhã Sara Bogarim, de 59 anos. "Tenho de trabalhar mais 11 anos do que pensava quando comecei. Está provado que o desgaste de ser professor está ao nível dos mineiros. Há muita gente nova que precisa de trabalhar", disse Felizarda Barradas, docente de 60 anos.

Já o secretário-geral da Fenprof, Mário Nogueira, afirmou que se não houver respostas do Governo irá "avançar por outros caminhos", estando a greve "em cima da mesa para o mês de junho". "Os alunos também merecem ter professores mais novos. A nossa abertura é completa, mas do outro lado só tem havido silêncio", frisou.

Além da questão da aposentação, a Fenprof exige compromissos sobre o descongelamento das carreiras, horários de trabalho e vinculação aos quadros.

BE e CDS propõem subidas de escalão
BE e CDS-PP apresentaram ontem - no dia em que o Parlamento debateu uma petição da Fenprof com 20 mil assinaturas - propostas de resolução para reposicionar na carreira os professores que vincularam nos últimos anos.

SAIBA MAIS 
2013
A última vez que os professores fizeram greve aos exames foi em 2013, para contestar sobretudo o regime de requalificação, que acabou por ser adiado.

Provas arrancam dia 19
A 1ª fase dos exames arranca este ano a 19 de junho (provas de Português e Filosofia do Secundário) e termina a 27 de junho.

Pais e alunos de Souselas lutam por escola
Dezenas de encarregados de educação e alunos do Instituto Educativo de Souselas  manifestaram-se ontem à tarde ruidosamente em frente à Câmara Municipal de Coimbra. Em causa está a incerteza no futuro da escola e dos cerca de 600 alunos.

Os autarcas das freguesias do norte do concelho de Coimbra estão solidários e lembram que há mais de um ano que esperam por respostas do Ministério da Educação e Câmara de Coimbra.
Ver comentários