Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
2

Proteção Civil começou a enviar avisos à população através de SMS devido à pandemia de coronavírus

Distritos de Coimbra, Leiria, Santarém, Lisboa, Setúbal, Portalegre, Évora, Beja e Faro vão receber as mensagens.
Lusa 17 de Março de 2020 às 13:35
Coronavírus
Coronavírus FOTO: Getty Images
A Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC) começou esta terça-feira de manhã a enviar mensagens escritas por telemóvel (SMS) à população com conselhos de prevenção para o Covid-19.

A ANEPC avançou à agência Lusa que estes avisos à população por SMS para informar os cidadãos acerca da situação de risco relacionada com a pandemia da Covid-19 estão a ser enviados em colaboração com a Direção-Geral da Saúde (DGS).

A ativação do sistema de avisos à população pela ANEPC resulta da situação de alerta declarada pelo ministro da Administração Interna e pela ministra da Saúde no dia 13 de março.

Segundo a Proteção Civil, os avisos à população por SMS começaram a ser enviados às 10h30 nos distritos de Viana do Castelo, Braga, Porto, Bragança, Vila Real, Aveiro, Viseu, Guarda e Castelo Branco.

A Proteção Civil vai enviar a partir das 13h00 SMS para os distritos de Coimbra, Leiria, Santarém, Lisboa, Setúbal, Portalegre, Évora, Beja e Faro.

"COVID19: Lave mãos com frequência. Evite contacto social. Previna contágio. Siga recomendações oficiais Info http://covid19.min-saude.pt www.prociv.pt ANEPC-DGS" é o conteúdo do SMS que está ser enviado em inglês e português.

O conteúdo dos SMS foi enviado pela ANEPC de forma eletrónica para os operadores de comunicações móveis, que por sua vez o remete para os seus clientes - o que permite que se atinja uma cobertura muito significativa da população.

O coronavírus responsável pela pandemia da Covid-19 infetou mais de 180 mil pessoas, das quais mais de 7.000 morreram.

Das pessoas infetadas em todo o mundo, mais de 75 mil recuperaram da doença.

O surto começou na China, em dezembro, e espalhou-se por mais de 145 países e territórios, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

Depois da China, que regista a maioria dos casos, a Europa tornou-se o epicentro da pandemia, com mais 67 mil infetados e pelo menos 2.684 mortos.

A Itália com 2.158 mortos registados até segunda-feira (em 27.980 casos), a Espanha com 491 mortos (11.191 casos) e a França com 148 mortos (6.663 casos) são os países mais afetados na Europa.

Face ao avanço da pandemia, vários países adotaram medidas excecionais, incluindo o regime de quarentena e o encerramento de fronteiras.

Em Portugal, a Direção-Geral da Saúde (DGS) elevou hoje número de casos confirmados de infeção para 448, mais 117 do que na segunda-feira, dia em que se registou a primeira morte no país.

Dos casos confirmados, 242 estão a recuperar em casa e 206 estão internados, 17 dos quais em Unidades de Cuidados Intensivos (UCI).

O boletim divulgado pela DGS assinala 4.030 casos suspeitos até hoje, dos quais 323 aguardavam resultado laboratorial.

Das pessoas infetadas em Portugal, três recuperaram.

De acordo com o boletim, há 6.852 contactos em vigilância pelas autoridades de saúde.

Atualmente, há 19 cadeias de transmissão ativas em Portugal, mais uma do que no domingo.

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, convocou uma reunião do Conselho de Estado para quarta-feira, para discutir a eventual decisão de decretar o estado de emergência.

Portugal está em estado de alerta desde sexta-feira, e o Governo colocou os meios de proteção civil e as forças e serviços de segurança em prontidão.

Entre as medidas para conter a pandemia, o Governo suspendeu as atividades letivas presenciais em todas as escolas desde segunda-feira e impôs restrições em estabelecimentos comerciais e transportes, entre outras.

O Governo também anunciou o controlo de fronteiras terrestres com Espanha, passando a existir nove pontos de passagem e exclusivamente destinados para transporte de mercadorias e trabalhadores que tenham de se deslocar por razões profissionais.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)