Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
7

Raspadinha milionária no Barreiro

Apostadora premiada é cliente habitual e vive no Barreiro. Papelaria já entregou mais prémios.
Maria Lima dos Santos 2 de Novembro de 2014 às 12:16
O proprietário da papelaria Carol, João Pedro Nobre, ficou satisfeito
O proprietário da papelaria Carol, João Pedro Nobre, ficou satisfeito FOTO: Mariline Alves

Uma mulher, com cerca de 35 anos, ganhou 108 mil euros na raspadinha ‘Pé-de-Meia’. A raspadinha custou cinco euros. Tirando os 20% de imposto de selo (aplicado aos prémios superiores a 5 mil euros), a sortuda leva 86 600 euros, repartidos durante seis anos: fica com uma ‘renda’ mensal de 1202 euros.

Foi na papelaria Carol, no Barreiro, que na sexta-feira a sorte voltou a sorrir a mais um português. "A senhora veio aqui com uma colega, comprou uma raspadinha e levou para raspar no caminho. Passados cinco minutos entrou um senhor a dizer que possivelmente teria dado um grande prémio porque as senhoras estavam a festejar no meio da rua", conta o proprietário do estabelecimento, João Pedro Nobre, de 49 anos.

Com portas abertas há 3 anos, João Pedro diz que "é sempre bom dar prémios" e confessa que já não é a primeira vez que isto acontece. "No ano passado demos um prémio de 10 mil euros numa raspadinha de um euro. Mas este foi o maior", revela, satisfeito. Sobre a vencedora, o dono da Carol diz apenas que "mora e trabalha na zona do Barreiro".

O prémio tem agora de ser levantado junto da Santa Casa, que até ao momento registou receitas brutas de 153 milhões de euros com as raspadinhas.

raspadinha milionária Barreiro
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)