Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
2

Sócrates vaiado na António Arroio

Governo fascista é a morte do artista." Foi esta a palavra de ordem mais ouvida ontem na Escola Secundária Artística António Arroio, em Lisboa, onde o primeiro-ministro, José Sócrates, a ministra da Educação, Maria de Lurdes Rodrigues, e o ministro das Finanças, Teixeira dos Santos, foram recebidos com uma manifestação de protesto.

23 de Maio de 2009 às 00:30
Primeiro-ministro foi assinar contratos de adjudicação de obras mas alunos receberam-no com protestos
Primeiro-ministro foi assinar contratos de adjudicação de obras mas alunos receberam-no com protestos FOTO: Andre Kosters, Lusa

Os alunos queixavam-se das condições de funcionamento da escola e pediam mais material de trabalho em vez das obras de requalificação previstas, no âmbito do contrato ontem assinado e que motivou a presença dos membros do Governo. Houve, contudo, alunos que acusaram os colegas de protestarem 'sem razão'. No final, Sócrates teve de sair por uma porta traseira.

O presidente do conselho executivo, José Paiva, estava indignado com a contestação. 'Foram protestos próprios de jovens certamente mal informados. A escola nunca teve tão boas condições como tem e depois da remodelação vai ficar exemplar', disse ao CM, insinuando que a manifestação não foi espontânea: 'Houve aqui uma expressão juvenil eventualmente trabalhada, não se sabe bem em que termos.' Questionado se houve manipulação dos alunos por parte de forças políticas, retorquiu assim: 'Cabe-vos a vocês [jornalistas] investigar.'

Os contratos de empreitada ontem assinados dizem respeito à requalificação de mais 16 escolas, num investimento de 185,3 milhões de euros. O plano de modernização prevê intervenções em 332 escolas até 2015. Sócrates considerou a crise actual como a mais séria dos últimos 80 anos e reiterou a necessidade de investir como forma de combater o desemprego.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)