Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
3

Taxistas planeiam ações diárias contra Uber durante a campanha

Representante dos taxistas esteve reunido com o ministro da Economia.
21 de Setembro de 2015 às 20:11
O presidente da ANTRAL Florêncio Almeida
O presidente da ANTRAL Florêncio Almeida FOTO: Nuno André Ferreira

Os taxistas anunciaram esta segunda-feira que vão adotar ações diárias contra a empresa de transportes que utiliza a aplicação Uber até que a ministra da Justiça faça cumprir a legislação que, lembram, obriga a ter licenças para transportar passageiros.

"Nós vamos fazer campanhas todos os dias, não é só num dia, é todos os dias", afirmou o presidente da Associação Nacional dos Transportadores Rodoviários em Automóveis Ligeiros (ANTRAL), Florêncio Almeida, referindo que as ações irão decorrer durante toda a campanha eleitoral, caso não tenha uma resposta da Ministra da Justiça.

A associação pretende "parar o aeroporto [de Lisboa], parar [a estação de comboios inter-regionais de] Santa Apolónia" e organizar, "todos os dias, uma ação espontânea, inclusivamente em campanha eleitoral", disse o representante dos taxistas após uma reunião com o ministro da Economia, António Pires de Lima, e com o secretário de Estado dos Transportes, Sérgio Monteiro, que decorreu hoje no Ministério da Economia, em Lisboa.

"Se calhar o senhor ministro [da Economia] vai nos ter à perna", disse o dirigente da ANTRAL, quando questionado sobre uma eventual ausência de resposta da parte da Justiça.

Ver comentários