Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
4

Três cursos de engenharia com média de 19,13 valores. São as mais altas de acesso ao Ensino Superior

Dois deles são leccionados no Instituto Superior Técnico e um da Universidade do Porto.
Lusa 27 de Setembro de 2020 às 07:25
Ensino Superior
Ensino Superior FOTO: Sérgio Lemos
Dois cursos do Instituto Superior Técnico e um da Universidade do Porto têm os cursos com a média mais alta de entrada, que este ano chegou aos 19,13 valores, segundo dados da Direção-Geral do Ensino Superior (DGES).

Os 305 alunos que entraram nos cursos de Engenharia Física Tecnológica e Engenharia Aeroespacial, do Instituto Superior Técnico da Universidade de Lisboa, assim como o curso de Engenharia e Gestão Industrial, da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto, tiveram uma média superior a 19 valores.

Segundo uma análise da Lusa aos dados da DGES sobre os resultados da 1.º fase do concurso nacional de acesso ao ensino superior, estes foram os cursos com a média de entrada mais alta.

Estudantes com deficiência aumentam mas são só 312
As instituições de ensino superior recebem cada vez mais estudantes com deficiência, segundo dados da Direção-Geral do Ensino Superior, que revelam um aumento de 39% em relação ao ano passado, mas que se traduz em apenas 312 caloiros.

Este novo ano letivo que agora se inicia conta com 312 novos estudantes que conseguiram um lugar numa instituição de ensino superior através do contingente especial para estudantes com deficiência.

Para os candidatos com deficiência existe um contingente especial com vagas fixadas. Este ano entram 312 alunos, um número que pode parecer baixo tendo em conta o universo de quase 51 mil estudantes que agora entram para o ensino superior através da 1.º fase do concurso.

Ver comentários