Barra Cofina

Correio da Manhã

Tecnologia
8

Membros da NSA divididos sobre amnistia a Edward Snowden

Um "perdão total" pode ser uma das soluções para evitar que mais informação seja divulgada.
16 de Dezembro de 2013 às 18:44
Edward Snowden
Edward Snowden FOTO: AFP

Um dos responsáveis pela investigação às fugas de informação da Agência de Segurança Americana (NSA) revelou que uma amnistia a Edward Snowden poderá ser uma das soluções para tentar minimizar os danos causados pela informação divulgada. Numa entrevista para o programa ’60 minutos’, do canal ‘CBS’, Richard Ledgett referiu que é a favor desta medida.

De acordo com o Ledgett, este processo beneficiaria os dois lados do conflito, mas apenas no caso de existirem possibilidades reais de uma resolução pacífica. Para receber um “perdão total” por parte dos Estados Unidos, Snowden teria de garantir não divulgar mais informação que possui.

“Vale a pena conversarmos sobre isso. Precisaria de garantias de que o resto da informação poderia ficar em segurança e a minha fasquia para essas garantias seria muito alta. Seria preciso mais do que uma declaração da parte dele", frisou Richard Ledgett.

Contudo, o atual líder da NSA defende um desfecho diferente. Segundo Keith Alexander, em declarações no mesmo programa, perdoar Snowden seria visto como um “incentivo” a futuras fugas de informação.

“Acho que as pessoas devem ser responsabilizadas pelas suas ações. Não queremos que outras pessoas façam o mesmo, que fujam com outro volume de informações, sabendo que podem chegar a acordo", afirmou o líder da NSA. Tal como o diretor da agência, também o Departamento de Estado norte-americano recusa uma amnistia.

Edward Snowden está atualmente na Rússia, onde continua a divulgar informação confidencial, relativa a vários programas de espionagem liderados pelas agências americanas.

Edward Snowden EUA espionagem NSA amnistia perdão entrevista
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)