Barra Cofina

Correio da Manhã

Tv Media
4

CMTV quer estar onde estão os portugueses

Canal do CM está disponível desde ontem no pacote ‘Lusophone’, posição 456 da oferta da Orange.
Hugo Real 7 de Julho de 2017 às 01:30
Luís Santana, administrador do grupo Cofina Media
Luís Santana, administrador do grupo Cofina Media FOTO: Pedro Catarino
Depois de Angola e Moçambique, em 2014, nos primeiros dias de julho a CMTV chegou ao Canadá e a França, dando continuidade à estratégia de internacionalização da estação de cabo líder de audiências em Portugal.

"Estar onde estão os portugueses é um dos objetivos fundamentais da CMTV. Estar no Canadá, entrar no mercado francês, significa o reconhecimento do valor da CMTV no espaço nacional", sublinha ao CM Luís Santana, administrador da Cofina Media, que detém o CM e a CMTV.

"Depois dos países africanos – Angola e Moçambique – e do continente americano", o responsável afirma que a chegada a "França é o princípio do reconhecimento desse valor". "É poder transportar a nossa televisão a países onde os portugueses têm uma presença significativa", reforça.

Questionado sobre os próximos mercados em que a CMTV irá entrar, Luís Santana apenas adianta que "as expectativas são boas". "Esperamos, em breve, estar em outras plataformas, nestes e noutros países, para que a diáspora portuguesa possa ter acesso a um canal que tanta relevância tem e em tão pouco tempo."

Mas o reforço da internacionalização não é o único objetivo, até porque em Portugal a CMTV ainda não está em todos os operadores. "Espero que, em breve, todos os portugueses em Portugal possam ter acesso à CMTV – ainda só estamos em duas plataformas [MEO e NOS], e lideramos, mesmo estando só em 85% do mercado…"

O administrador da Cofina garante que a empresa está a "fazer esforços para conseguir chegar às restantes plataformas", enfatizando que "nessa altura a liderança de audiências será bastante mais reforçada". O facto de a CMTV não estar na Vodafone e na Nowo, diz, deve-se ao "contrato de exclusividade com um dos operadores, o que tem sido óbice" para poder estar nas outras operadoras.
Angola Moçambique CMTV Canadá França Luís Santana Cofina Media Vodafone MEO NOS CM Correio da Manhã
Ver comentários