Barra Cofina

Correio da Manhã

Tv Media
3

Figurantes ficam meses sem receber

"Fazemos os trabalhos de figuração para as televisões, mas não somos pagos." Esta situação é relatada ao CM por colaboradores – que pediram anonimato – da Tripé Visual, agência de figuração para publicidade, TV e cinema. Mas as queixas vão mais longe: "Por vezes são incorrectos connosco. Os figurantes são vistos como ‘mulas de carga’. E até com as refeições não há cuidado. Comem todos primeiro, os figurantes são os últimos", dizem.

9 de Maio de 2012 às 01:00
‘Portugal no Coração’ e ‘Estado de Graça’ são alguns dos programas da RTP com figurantes
‘Portugal no Coração’ e ‘Estado de Graça’ são alguns dos programas da RTP com figurantes FOTO: MANUEL MOREIRA

Alguns dos figurantes revelam que entraram em programas da RTP, como ‘Portugal no Coração’, ‘5 para a Meia-noite’ e ‘Estado de Graça’. Contactada, a empresa pública confirma que trabalha com a Tripé Visual e diz que teve "ao longo de 2011 um prazo médio de pagamento a fornecedores de 42 dias". "A RTP cumpre o estipulado na lei", sublinha.

Segundo os testemunhos ouvidos pelo CM, só agora a empresa está a pagar alguns trabalhos de 2010. "Sabemos que já receberam dos clientes (TV), mas não nos pagam. É pura má vontade", diz outro colaborador.

Pedro Azevedo, responsável pela Tripé Visual, que já fez trabalhos para outros canais, como os Globos de Ouro da SIC, refuta as acusações. "Infelizmente, há clientes que demoram a fazer os pagamentos e isso atrasa a contabilidade. Mas nunca ficámos a dever dinheiro a ninguém. Sempre pagámos a toda a gente, demoramos é um pouco mais. Em vez de três, quatro meses, às vezes demoramos cinco ou seis", diz ao CM. O responsável da Tripé Visual diz que estes trabalhos de figuração podem valer entre oito e 25 euros por sessão.

FIGURANTES PAGAMENTOS RTP TRIPÉ VISUAL PUBLICIDADE TV CINEMA
Ver comentários