Barra Cofina

Correio da Manhã

Tv Media
9

Google cede aos media e passa a pagar para uso de conteúdos mas Facebook resiste

Alphabet assina acordo histórico com grupo da News Corp, que envolve vários países.
Sónia Dias 23 de Fevereiro de 2021 às 08:20
Rupert Murdoch
Rupert Murdoch FOTO: Arthur Edwards/ News Internatio
A Alphabet, dona da Google, assinou um acordo histórico com a News Corp que já está a ter repercussões um pouco por todo o Mundo.

O grupo de comunicação do australiano Rupert Murdoch anunciou que vai receber “pagamentos significativos” da gigante tecnológica, ao abrigo de um acordo de três anos para uso de conteúdos escritos, áudio e vídeo, que contempla ainda entrega de receitas publicitárias.

“Até ao momento, nenhum outro editor de notícias chegou a acordo com a Google para diferentes países”, sublinha o ‘Financial Times’, referindo-se ao facto de a News Corp deter títulos em vários países, como o ‘Wall Street Journal’ e ‘New York Post’ (EUA) ou o ‘Times’, ‘The Sun’ e a TV Sky News (Reino Unido).

Recorde-se que, em França, a Google chegou a acordo com uma associação de imprensa nacional no âmbito dos direitos de autor e direitos conexos.

Ao mesmo tempo, o Facebook continua a mostrar-se intransigente e, numa resposta ao projeto-lei que está a ser preparado na Austrália para obrigar as tecnológicas a pagar pelas hiperligações de notícias que são partilhadas, a rede social de Zuckerberg proibiu os utilizadores australianos de partilharem ou verem notícias na plataforma.

Entretanto, Steven Guilbeault, ministro da Cultura do Canadá, vai encabeçar uma proposta de lei semelhante, para a qual conta com o apoio da Austrália, Finlândia e Alemanha.

“Será que o Facebook vai cortar laços com a Alemanha, França, Canadá, Austrália e outros países que poderão aderir [ao movimento]?”, disse, apertando o cerco à empresa norte-americana.
Ver comentários