Barra Cofina

Correio da Manhã

Tv Media
8

Mais de 150 empresas acedem a informação do Facebook

Rede social terá partilhado dados dos utilizadores com multinacionais como Netflix ou Spotify.
Sónia Dias 21 de Dezembro de 2018 às 01:30
Facebook
Facebook
Facebook
Facebook
Facebook
Facebook
OFacebook partilhou com algumas das maiores empresas de tecnologia do Mundo – entre elas a Netflix e o Spotify – dados pessoais dos seus utilizadores sem o consentimento dos mesmos. Quem o diz é o ‘The New York Times’ e, a confirmar-se, é o maior escândalo que envolve a rede social de Mark Zuckerberg desde Cambridge Analytica.

O motor de pesquisa Bing, por exemplo, que pertence à Microsoft, teve acesso aos nomes de todos os amigos dos utilizadores, enquanto a Netflix e o Spotify puderam ler as suas mensagens privadas, a Amazon obteve o nome dos usuários e a informação de contacto através dos amigos e o Yahoo pôde ver as publicações dos amigos. Também o Royal Bank of Canada teve acesso para ler, escrever e apagar mensagens privadas.

Ao longo da investigação, o ‘The New York Times’ teve acesso a centenas de documentos internos da gigante da internet e entrevistou mais de 50 antigos empregados da multinacional, que revelam como esta partilhou os dados sem o consentimento dos usuários e gerou assim seu modelo de negócio através da publicidade.

Cerca de 150 empresas beneficiaram da troca de informação, desde tecnológicas a retalhistas, passando por fabricantes de automóveis ou entidades ligadas aos media. Em troca, encaminharam novos utilizadores e publicidade para a rede social.

O Facebook, que sempre defendeu as suas políticas de privacidade, já reagiu a estas acusações e admite a partilha de dados, mas rejeita que esta tenha sido feita sem autorização dos utilizadores.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)