Barra Cofina

Correio da Manhã

Tv Media
5

O REGRESSO DAS GRANDES HISTÓRIAS DE AMOR

Considerado um dos maiores êxitos da TV brasileira, ‘Cabocla’ levou os actores Glória Pires e Fábio Júnior a casarem na vida real. Agora, a novela escrita por Ruy Barbosa em 1979 regressa com novo elenco e uma história mais ‘apimentada’. A exibição arranca em Outubro, na SIC.
18 de Setembro de 2004 às 00:00
Em finais dos anos 70, a brasileira TV Globo estreava um dos maiores sucessos de sempre: ‘Cabocla’, uma história que recuava ao início do século para seguir os amores de um jovem urbano por uma rapariga da província.
A telenovela foi exibida em Portugal com êxito semelhante e apresentou o talento dos actores Fábio Júnior e Glória Pires, que viveram de tal forma o seu romance que acabaram por casar na vida real. Já separados, os actores têm uma filha em comum, Cléo.
Agora, a história destes amores proibidos, inspirada no romance de Ribeiro Couto, está de volta à TV, com nova produção e adaptação de Edmara e Edilene, filhas de Ruy Barbosa. Mas o autor não abdica de supervisionar o trabalho dos seus rebentos, até porque considera ‘Cabocla’ o seu “melhor trabalho de sempre”.
Apesar de contar com a interpretação de novos actores e recuar a história para 1918 (enquanto a original decorria em 1926), o enredo de ‘Cabocla’ permanece quase inalterável.
Novela de paixões e crítica social, segue o drama de Luís Jerónimo (interpretado por Daniel de Oliveira), um jovem citadino e tuberculoso que procura a cura para a sua doença em Vila da Mata, terra isolada ainda regida por valores quase feudais. Aí, conhece Zuca (Vanessa Giácomo), cabocla tímida e noiva de Tobias (Malvino Salvador), um dos rapazes mais trabalhadores da região.
Mas à medida que o tempo passa, a ligação entre Luís e Zuca torna--se mais forte e entre os dois nasce uma paixão que vai resistir a todas as proibições.
Paralelamente, surge ainda uma trama política, centrada em Boanerges (Tony Ramos), o coronel Justino (Mauro Mendonça) e Felício (Sebastião Vasconcelos), pai de Tobias. Felício tinha direito às terras que ocupa há anos, mas Justino vale-se da ignorância do rival e toma para si as propriedades.
É então que Boanerges, coronel e chefe político da região e rival de Justino, surge em defesa de Felício. Na telenovela, Boanerges é casado com Emerenciana (Patrícia Pillar), mulher de pulso e dona de forte personalidade.
NOVOS ACTORES
Vanessa Giácomo é Zuca. Com 21 anos, 1,60 m e estreante em televisão, a actriz superou vários testes e deixou para trás a primeira escolha, Cléo Pires, filha de Glória Pires e Fábio Júnior. Vanessa estreou-se no filme ‘Benjamin’, sobre a obra de Chico Buarque, e teve pequenas participações em ‘Malhação’ e no policial ‘Linha Directa’.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)