Barra Cofina

Correio da Manhã

Tv Media
7

O que muda na cerimónia dos Óscares para além da ausência de um anfitrião

Aguarda-se um evento mais curto e com novidades.
24 de Fevereiro de 2019 às 17:41
A carregar o vídeo ...
Aguarda-se um evento mais curto e com novidades.
A Academia de Artes e Ciências Cinematográficas decidiu fazer alterações na forma como a cerimónia dos Óscares deste ano será apresentada ao público. Em causa estão os fracos resultados nas audiências nos últimos anos que constribuiram para que o evento sofresse algumas alterações. 

Nas últimas edições já se tinha verificado que a cerimónia trazia mais do que a entrega dos prémios ao espectador - comediantes e atuações musicais - e este ano não será diferente. 

Além de uma transmissão mais curta, cerca de três horas, os prémios serão apresentados na forma tradicional, mas, para uma maior gestão do tempo de emissão, não contarão com um apresentador. 

A Academia confirmou que este ano teria apenas uma mistura de celebridades a introduzir as várias categorias. Jennifer Lopez, Whoopi Goldberg, Daniel Craig, Awkwafina e Tina Fey são alguns dos nomes que a Academia espera que mantenham os espectadores agarrados ao ecrã. 

Karey Burke, presidente da rede de TV ABC,  diz que há algo especial a ser preparado para lançar as obras na cerimónia. Os discursos também serão mais restritos sendo que os premiados têm 90 segundos desde que o seu nome é chamado até terminarem de falar.

Os momentos musicais ficarão a cargo dos quatro melhores candidatos ao Óscar de Melhor Canção Original com uma atuação bónus dos Queen com Adam Lambert.

Manter os Óscares curtos e divertidos é a palavra de ordem neste dia em que todos os olhos estarão em Hollywood.


Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)