Barra Cofina
Conteúdo exclusivo para Assinantes Se já é assinante faça LOGIN Assine Já

Adesão à dieta mediterrânica aumentou, indica estudo

Autores alertam para a importância de alimentação saudável em tempos de pandemia.
Por Lusa 27 de Outubro de 2020 às 17:40
Dieta mediterrânea é rica em fruta, vegetais, peixe e azeite
Dieta mediterrânea é rica em fruta, vegetais, peixe e azeite FOTO: Getty Images
A adesão à dieta mediterrânica aumentou em Portugal 15% nos últimos quatro anos, indica um estudo esta terça-feira divulgado e que satisfaz moderadamente os seus autores, que alertam para a importância de alimentação saudável em tempos de pandemia.

Maria João Gregório, um dos elementos da direção do Programa Nacional para a Promoção da Alimentação Saudável (PNPAS) disse em entrevista à Lusa que o Programa tinha definido como meta um aumento de 20% e que o aumento de 15%, que devido à margem de erro do inquérito pode ser superior, é positivo, tendo em conta que são demoradas as mudanças a nível do comportamento alimentar.

Demoradas mas importantes. E Maria João Gregório explicou que a dieta mediterrânica reúne comportamentos alimentares saudáveis, que são importantes para que o sistema imunitário funcione de forma normal e para manter doentes crónicos metabolicamente controlados.

Exclusivos

Assinatura Digital

Acesso sem limites em todos os dispositivos Assinatura válida na APP Correio da Manhã Newsletters exclusivas E-paper antecipado no Quiosque Ofertas e descontos do Clube CM+
Assine já! 1€ no 1º mês
Notícias Recomendadas
Bem Estar e Nutrição

Deixou de fazer exercício físico e agora?

Começou com uma semana que depressa se tornou num mês e, quando deu por si, já não treinava há um ano. Pensava mesmo que o seu corpo não ia dar conta? Um especialista explica o que acontece física e mentalmente quando deixamos de nos exercitar regularmente. E avança com soluções para voltar à boa forma.