Sub-categorias

Notícia

ANAC diz que pista em Olhão funciona ilegalmente

Clube oferecia voos de ultraleve para descobrir ria Formosa.
Por Pedro F. Guerreiro|10.10.17
  • partilhe
  • 7
  • +
Há vários anos que o pequeno clube aéreo funcionava num terreno junto à EN125, no sítio de Marim, Quelfes, no concelho de Olhão.

Na quinta-feira à tarde, um inglês de 70 anos acabou por morrer após levantar e despenhar o ultraleve que dirigia junto ao local. Mas, ao que o CM apurou junto de fonte oficial da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), a pista de ultraleves funcionava de forma ilegal.

Apesar disso, o Pegasus Flying Club promovia na internet a venda de voos a bordo de ultraleves para "descobrir as belezas escondidas da ria Formosa, as suas vilas, ilhas e fauna". As experiências, dirigidas a pessoas entre os 8 e os 80 anos, estava disponível a partir de 20 euros.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Mais notícias

Mais notícias de Portugal

pub