Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
2

Migrantes intercetados em camião português

Apanhados no Eurotunnel, em Calais.
Lusa 31 de Julho de 2015 às 10:55
Na noite de quinta-feira, cerca de 200 migrantes foram bloqueados pela polícia
Na noite de quinta-feira, cerca de 200 migrantes foram bloqueados pela polícia FOTO: EPA

Doze migrantes foram intercetados num camião frigorífico de mercadoria português no Eurotunnel, em Calais, no norte de França, numa tentativa de chegarem ao Reino Unido, relatou à agência Lusa o presidente da ANTRAM.

Em declarações à Lusa, Gustavo Paulo Duarte, presidente da Associação Nacional de Transportes Públicos Rodoviários de Mercadorias (ANTRAM), disse que também os camionistas portugueses estão a sofrer alguns problemas naquele principal ponto de ligação do continente europeu a Inglaterra, avançando que a sua frota teve recentemente o caso de 12 migrantes intercetados num camião.

"Eram 12 migrantes. Entraram num camião frigorífico tapados com cartão, na parte de cima da mercadoria de paletes de fruta. Tenho dificuldade em conceber como é que alguém consegue sobreviver a temperaturas de um grau [centígrado] durante tanto tempo, ao pé dos evaporadores de frio por cima da fruta. Imagino, por isso, que se tapam com cartão, é bastante complicado", declarou à Lusa Gustavo Paulo Duarte.

Preocupação
O presidente da ANTRAM não escondeu a sua preocupação com estas pessoas, considerando que, pelo objetivo de chegarem à Europa, o fazem "em condições sub-humanas", mas lembrou o transtorno que causa aos camionistas e sobretudo às cargas que transportam, que "muitas vezes" chegam a ficar "danificadas e com dejetos" muitas vezes.

Durante a noite de quinta-feira, cerca de 200 migrantes, que procuravam entrar no Eurotunnel, em Calais, no norte de França, na esperança de chegarem ao Reino Unido, foram bloqueados pela polícia.

Empresa notificada
Gustavo Paulo Duarte adiantou que a sua empresa foi notificada, tendo recebida uma carta por cada migrante que entrou no seu camião e que está a decorrer um processo.

"Existe condescendência nas primeiras [multas]. A partir daí, se o caso for reincidente, aplicam-se multas altíssimas", afirmou.

Gustavo Paulo Duarte alertou que os associados da ANTRAM têm sentido "alguns problemas em Inglaterra", nomeadamente na passagem de migrantes para aquele país.

Inglaterra França Eurotunnel Calais
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)