Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto

Homem que matou mulher e filhos admite que se "divertiu" a fazê-lo

Alan Hawe, de 40 anos, escreveu uma carta de cinco páginas antes de se suicidar, na Irlanda.
27 de Fevereiro de 2019 às 12:46
Polícia
Polícia irlandesa
Polícia
Polícia irlandesa
Polícia
Polícia irlandesa
Um homem, Alan Hawe, de 40 anos, que matou a mulher e os três filhos e se suicidou de seguida, no condado de Cavan, Irlanda, em 2016, deixou uma carta de despedida de cinco páginas na qual escreveu que "gostou" de os ter assassinado e se "divertiu".

Segundo revela o jornal Mirror, pode ler-se na carta  "não tinha outra forma de os matar". "Acho que sofro de algum tipo de psicose que me fez gostar do que fiz", contou Hawe.

De acordo com a mesma fonte, o homem foi encontrado em flagrante a assistir a pornografia na escola no telemóvel.

"Ele foi atrás dela e bateu com um machado na cabeça dela. Esfaqueou-a nas costas e ela levantou a mão para se defender", explicou a irmã da vítima. 

O homem de 40 anos explicou ainda na carta que matou os filhos porque "não podia deixar os meninos órfãos".
  
Cavan Irlanda Sun crime lei e justiça questões sociais crime homicídio
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)