Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
8

Mais de mil funcionários da CGD candidataram-se a reforma antecipada

Adesão dos funcionários à possibilidade de se candidatarem a uma reforma antecipada foi "muito grande".
Lusa 15 de Dezembro de 2015 às 13:06
O presidente executivo da Caixa Geral de Depósitos José de Matos
O presidente executivo da Caixa Geral de Depósitos José de Matos FOTO: Sérgio Lemos

O presidente executivo da Caixa Geral de Depósitos (CGD), José de Matos, anunciou esta terça-feira, no Porto, que o banco recebeu mais de mil candidaturas de funcionários no âmbito do processo de reformas antecipadas.

"Tivemos candidaturas bem superiores a mil pessoas. Não sei qual é o número final das saídas, [porque] vão depender de uma avaliação da adequação operacional das condições com que ficamos depois das pessoas saírem", afirmou aos jornalistas José de Matos, à margem da Conferência "Portugal 2016 - O Futuro do País e das Empresas", a decorrer na Alfândega do Porto.

Segundo José de Matos, a adesão dos funcionários à possibilidade de se candidatarem a uma reforma antecipada foi "muito grande", mas tal não significa que saiam todos, porque "a avaliação às circunstâncias de saída e ao 'timing' de saída é uma decisão exclusivamente da comissão executiva da CGD".

Caixa Geral de Depósitos CGD José de Matos Porto banca funcionários reforma reforma antecipada
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)