Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
6

Ministério Público de Tóquio deduz nova acusação contra ex-presidente da Nissan

Lusa 21 de Dezembro de 2018 às 05:34

O Ministério Público de Tóquio anunciou hoje nova acusação contra o ex-presidente da Nissan, Carlos Ghosn, preso a 19 de novembro no Japão por alegadas irregularidades na declaração de rendimentos acordada com a empresa, segundo os 'media'.

A nova acusação, que se soma a duas anteriores, com mandados de prisão diferentes, baseia-se numa alegada violação de confiança agravada que terá prejudicado a Nissan Motor, de acordo com a rede de televisão pública nipónica NHK.

De acordo com a NHK, a acusação está ligada às alegadas tentativas de Ghosn de transferir 1,85 bilhão de ienes (14,5 milhões de euros) para as contas da Nissan relativos a perdas em investimentos pessoais durante a crise financeira que eclodiu em 2008.

Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)