Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
5

Portas diz que não se falará de 'troika' nos próximos anos

Paulo Portas assegurou que nos próximos quatro anos "falar-se-á mais de oportunidades do que de dificuldades".
18 de Julho de 2015 às 23:40
O líder nacional do CDS-PP e vice-primeiro-ministro, Paulo Portas
O líder nacional do CDS-PP e vice-primeiro-ministro, Paulo Portas FOTO: Homem de Gouveia/Lusa
O líder nacional do CDS-PP e vice-primeiro-ministro, Paulo Portas, garantiu este sábado, no Funchal, que nos próximos quatro anos "não se falará de 'troika' nem de cortes", realçando que o Governo da República arrumou a casa.

"Nos próximos quatro anos não se falará de 'troika', falar-se-á de recuperação; nos próximos quatro anos não se falará de cortes, falar-se-á de rendimento e da sua progressiva recuperação", disse Paulo Portas durante um jantar comemorativo dos 40 anos do CDS-PP, onde o líder regional, José Manuel Rodrigues, foi apresentado como o cabeça de lista da Madeira às eleições para a Assembleia da República.

O dirigente nacional assegurou que nos próximos quatro anos "falar-se-á mais de oportunidades do que de dificuldades", vincando que o governo de coligação PSD/CDS arrumou a casa, "que estava a arder", e os portugueses "criaram as condições para poderem ter uma vida não baseada na excecionalidade, mas baseada na normalidade".

O líder do CDS sublinhou ainda que, em menos de quarto anos e com o esforço dos portugueses, Portugal conseguiu terminar o programa com a 'troika', não pedir mais dinheiro, não pedir mais tempo, não ter segundo resgate, não ter programa cautelar e ainda antecipar o pagamento ao Fundo Monetário Internacional. 
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)