Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
6

‘A Canção de Lisboa’ regressa aos cinemas

Filme tem nova versão.
Duarte Faria 13 de Julho de 2016 às 08:28
César Mourão e Miguel Guilherme.
César Mourão e Miguel Guilherme. FOTO: Direitos Reservados
Chega amanhã às salas de cinemas o último filme da trilogia dos clássicos do cinema português, um projeto idealizado por Leonel Vieira - que realizou as duas primeiras películas: ‘O Pátio das Cantigas’ e ‘O Leão da Estrela’.

A nova versão de ‘A Canção de Lisboa’ traz César Mourão, no papel de Vasco Leitão (que no original coube a Vasco Santana), e a brasileira Luana Matau, como Alice (interpretada em 1933 por Beatriz Costa), como protagonistas. Vasco vive da mesada das tias, que moram no Porto e o consideram um aluno cumpridor. Mas Vasco, que afinal se dedica à stand-up comedy, prefere os bares e as mulheres bonitas, em particular, Alice, uma rapariga com talento para a música e filha do candidato a primeiro-ministro José Caetano (Miguel Guilherme). Até que as tias (interpretadas por Maria Vieira e São José Lapa) anunciam uma visita a Lisboa. Aí, tudo se complica...

"O que não se vai complicar é a bilheteira porque vai ser um sucesso. O filme está muito bem conseguido", diz ao CM César Mourão. Já Luana Matau descreve que é um filme "leve, divertido e emocionante, que retrata muito bem Lisboa, e Portugal em geral, e tem um elenco muito especial".

Com um orçamento de um milhão de euros, o filme de Pedro Varela, que se estreia na realização de uma longa-metragem, conta ainda com Ruy de Carvalho, Marcus Majella, Carla Vasconcelos e Nuno Markl. E com o esternocleidomastoideo, claro está.
Leonel Vieira Leão da Estrela A Canção Lisboa César Mourão Vasco Leitão Vasco Santana Luana Matau Alice
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)