Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
2

AS LÁGRIMAS DE ANASTACIA

Um Pavilhão Atlântico completamente esgotado e à beira da histeria assistiu quarta-feira à verdadeira ‘força da natureza’ que é Anastacia. Na estreia em Portugal, a cantora norte-americana dançou, cantou que se fartou, atravessou a plateia e até chorou, emocionada com a recepção lusa.
26 de Novembro de 2004 às 00:00
Anastacia surpreendeu pela garra e atitude demonstradas
Anastacia surpreendeu pela garra e atitude demonstradas FOTO: Natália Ferraz
Perante 17 mil fãs convictos (poucas vezes o Atlântico terá cantado em uníssono com tanta determinação), Anastacia deu por terminada em Lisboa a sua digressão ‘Live at Last’. Uma mega-produção irrepreensível, com um segundo palco onde interpretou um curto ‘set’ acústico, e vários momentos inebriantes sublinhados por bailarinos/acrobatas, um trio de ‘backvocals’ de arrepiar e uma competente banda com o ‘funky/groove’ à flor da pele.
Mas se canções como ‘Not That Kind’, ‘Out Of Love’, ‘Pay My Dues’ e ‘Left Outside Alone’ surpreenderam pelo domínio vocal, garra e atitude, na interpretação de ‘Heavy On My Heart’ Anastacia perdeu a postura de ‘mulher furacão’ e deixou rolar as lágrimas, que acabariam por contagiar boa parte do público. De bandeira de Portugal enrolada à volta do corpo, lutando para travar a emoção, Anastacia agradeceu o apoio dos fãs e lembrou que são estes momentos que ‘fazem a vida valer a pena’.
Com as emoções à solta, Anastacia sagrou vencedora do concurso internacional ‘Anastacia Idol’, a portuguesa Vanessa Silva, a quem atribuiu o ‘passaporte’ para a Roménia, onde ambas irão gravar o videoclipe para o tema ‘Heavy on My Heart’.
Ver comentários