Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
5

Avô Cantigas hip-hop

O Avô Cantigas celebra hoje 25 anos de vida mas está ainda “longe da reforma”. A garantia é de Carlos Alberto Vidal, o artista que, há um quarto de século, veste a pele do simpático ‘avô’, mas que, garante, “tem ainda muito para dar”. O tempo é de mudanças e, muito em breve, o Avô Cantigas vai surpreender. Vem aí um novo disco, uma versão hip-hop do tema que o tornou popular, um novo espectáculo e até uma imagem “mais radical”, disse ao CM.
24 de Janeiro de 2007 às 00:00
O Avô Cantigas surgiu pela primeira vez há precisamente 25 anos, no programa ‘O Passeio dos Alegres’ de Júlio Isidro e, desde então, tem acompanhado o crescimento de gerações, cantando temas de carácter lúdico e pedagógico.
“Sinto-me muito feliz. Sou um ‘avô’ orgulhoso por poder ver um caminho percorrido. E as perspectivas são de continuar. Ainda estou longe da reforma”, referiu.
Aos 52 anos e com dois filhos, Carlos Alberto Vidal não é ainda “avô de verdade”, mas orgulha-se de ter “milhares de ‘netos’ em todo o Portugal”. São várias gerações de crianças que cresceram ao som das cantigas do ‘avô’, que tem primado por uma constante actualização. E, porque os dias de hoje são dominados pelo ritmo do hip-hop rap, o Avô Cantigas não podia ficar indiferente:
“Vamos gravar uma nova versão do ‘Avô Cantigas’ com arranjos mais virados para o hip-hop”, revelou. Mas as mudanças não se ficam por aí. “Vamos mudar também o aspecto, a imagem. Vou tentar ser um ‘avô’ um pouco mais radical no vestuário, com o boné às avessas e outras coisas do género. As crianças mudaram tanto, e os avós também, que é importante acompanhar essa mudança”, frisou.
Estas alterações surgem a reboque dos 25 anos de vida do Avô Cantigas, mas o programa de festas é mais extenso.
“Há uma série de actividades, pensadas de modo a sublinhar aquilo que foi minha carreira. Em Maio, vou lançar um disco comemorativo, com 25 temas inéditos e muito fortes quer musical quer liricamente. Depois vamos tentar pôr o disco no palco, num espectáculo à semelhança daqueles que já fiz no Vilarett e Mundial. Vou passar um ano a comemorar os 25 anos”, adiantou.
Sobre o novo disco, o Avô Cantigas promete que terá “uma riqueza de conteúdos e de temas de interesse para toda a gente, em especial para as crianças. São canções para memória futura. É um disco de autor, feito com carinho. Tenho a certeza de que vai ser um produto de qualidade e boa música para as crianças”.
PERFIL
Carlos Alberto Vidal nasceu na Lousã (Coimbra), em 1954. Aos 12 anos desperta para as artes e aos 19 anos grava o primeiro disco, ‘As Filhas da Tia Anica’. Desde então, já gravou mais de duas dezenas de discos. Em 1982, criou o Avô Cantigas.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)