Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
4

Casa de Florbela Espanca transformada em museu

Objetivo do projeto é atrair centenas de visitantes e dar mais visibilidade a Vila Viçosa.
Hugo Rainho 12 de Janeiro de 2020 às 10:19
Casa onde Florbela Espanca viveu em Vila Viçosa será transformada, brevemente, num espaço dedicado à conhecida poetisa
Casa onde Florbela Espanca viveu em Vila Viçosa será transformada, brevemente, num espaço dedicado à conhecida poetisa FOTO: Lusa
Nasceu a 08 de dezembro de 1894, em Vila Viçosa (Évora), e é considerada uma das poetisas mais brilhantes da língua portuguesa de todos os tempos. No entanto, em Vila Viçosa existe apenas um busto na extremidade da praça principal da vila e o nome em alguns edifícios públicos, o que está a gerar grande controvérsia entre os locais e o seu vasto leque de admiradores.

Falamos de Florbela Espanca, que teve vida curta (morreu com apenas 36 anos) mas o legado que deixa na poesia portuguesa "é maior que os homens". A poetisa foi musicada pela voz de Luís Represas e os Trovante em 1987, no tema ‘Perdidamente’, e é também desta forma que parece estar a criação da Casa-Museu Florbela Espanca em Vila Viçosa, uma pretensão de um grupo de ‘amigos de Vila Viçosa’ que já tem mais de uma década.

O sítio escolhido é a casa onde a poetisa viveu, que alias dá nome à rua, mas que por dificuldades ou falta de vontade política ainda não foi adquirida pela autarquia. Em declarações prestadas, o vice-presidente reconhece que " já há alguns anos" que o município contacta com "os proprietários do edifício onde viveu" a poetisa.

"Continuamos em conversações nesse sentido, temos em orçamento a rubrica para poder adquirir esse edifício, estamos a aguardar resposta para que essa aquisição possa ser feita", fez saber sem adiantar datas ou mais detalhes sobre o arranque deste projeto desejado há anos.

O espólio destinado à casa-museu já existe, e pede sítio. Ao todo, são mais de 100 peças (incluindo manuscritos escritos pela mão de Florbela Espanca), algumas espalhadas por casas particulares na vila, uma escrivaninha ou uma banheira que pertenceram à família Espanca, por exemplo, e que os proprietários se mostram disponíveis para doarem à casa-museu. Tiago Salgueiro diz, também à Lusa, que parte desse espólio foi adquirido pelo atual Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, quando presidia a administração da Casa de Bragança, e que atualmente está exposto no Paço do Ducal de Vila Viçosa, ate dia 12.

Certo é que o nome da poetisa atrai académicos e turistas e, por isso, todos estão de acordo que a Casa-Museu Florbela Espanca, além de ser uma necessidade, vai trazer muitos benefícios para a vila e para a população, que tem um carinho muito grande pela "filha da terra".
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)