Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura

Espírito Santo a leilão

Pintura do Mestre de Santa Clara pertencia a ex-administrador do BES.
Sónia Trigueirão 14 de Março de 2015 às 06:00
A pintura, comprada por 30 mil euros, vale dez vezes mais
A pintura, comprada por 30 mil euros, vale dez vezes mais FOTO: DR

A pintura ‘Nossa Senhora com o Menino Jesus’, comprada pelo Estado, num leilão da leiloeira Palácio do Correio Velho, para o Museu Nacional de Arte Antiga (MNAA), em Lisboa, por 30 mil euros, pertencia a José Manuel Espírito Santo, antigo administrador do BES, apurou o CM.

A obra, que era dada, por especialistas em arte antiga, como desaparecida, estaria guardada no Palácio da Quinta do Peru, em Azeitão, que pertence à família de banqueiros há várias gerações.

Aliás, sabe o CM que este quadro, avaliado por especialistas em 300 mil euros, não é a única peça de arte daquele palácio que foi leiloada. "O catálogo do leilão contém praticamente todo o recheio do palácio", conta fonte especialista em antiguidades, sublinhando que estão em causa obras e peças de mobiliário que, no total, valem milhões de euros.

No que diz respeito à pintura atribuída ao Mestre de Santa Clara, Sebastião Pinto Ribeiro, administrador da leiloeira Palácio do Correio Velho, referiu apenas que esta foi arrematada por 30 mil euros no leilão de antiguidades, arte moderna e contemporânea. Como é hábito, a identidade do novo proprietário não foi revelada.

Segundo o diretor do MNAA, António Filipe Pimentel, a pintura "vai colmatar uma lacuna" no acervo desta entidade. O responsável acrescentou que a obra, "que tinha pertencido à família Espírito Santo, não era fotografada desde 1940, portanto é um aparecimento muito feliz".

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)