Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
6

Faleceu Ferreira da Costa

O escritor e pioneiro do movimento cooperativo em Portugal, Fernando Ferreira da Costa, faleceu segunda-feira, num hospital em Lisboa, vítima de doença prolongada, com 78 anos. O funeral realiza-se hoje, às 13h00, da Basílica da Estrela para o Cemitério do Alto de São João.
1 de Fevereiro de 2006 às 00:00
Nascido em Lisboa, com ascendência são-tomense, Ferreira da Costa foi o primeiro objector de consciência em Portugal, em 1949, quando se recusou a fazer o serviço militar obrigatório por questões religiosas.
As suas convicções religiosas levaram-no a aderir, ainda jovem, ao movimento cristão Metanóia, grupo de precursores da vida em comunidade que chegou a estabelecer-se em Trás-os-Montes para alfabetizar a população local.
A viúva, Fátima Ferreira da Costa, recordou que o marido esteve preso durante dois anos “não apenas pela objecção de consciência mas também porque o associativismo era proibido pelo regime salazarista”.
O primeiro livro, ‘O Movimento Cooperativo Britânico’, foi publicado em 1956, com um prefácio de António Sérgio, seu mentor e um dos maiores pensadores portugueses do século XX.
Nos últimos anos, Ferreira da Costa dedicou-se à escrita de dramaturgia e poesia, publicando diversas obras.
Ver comentários