Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
3

Moeda de D. João VI em leilão por 30 mil euros

Duas moedas de ouro ‘Meia Peça’ cunhadas há cerca de 200 anos na governação de D. João VI, com preços de licitação de 30 e 20 mil euros, vão ser leiloadas pela Numisma na próxima quarta e quinta feira, dias 10 e 11, no Tiara Park Atlantic Hotel, em Lisboa.
6 de Outubro de 2012 às 15:30
A moeda tem por base de licitação 30 mil euros
A moeda tem por base de licitação 30 mil euros FOTO: D.R.

A primeira Meia Peça foi cunhada em 1805 e é considerada da mais alta raridade e quase bela e tem valor base de 20 mil euros. Já a outra Meia Peça, batida em 1820, da qual são conhecidos apenas três exemplares, tem base de licitação de 30 mil euros. Qualquer das moedas tem um valor estimado em mais cerca de 25%.

Estas moedas foram emitidas em diferentes fases da governação de D. João VI, um rei que foi um caso raro na história mundial, pois governou o reino a partir de uma colónia. É que, entre 1799 e 1816, foi príncipe regente de Portugal, tendo viajado com a família para o Brasil em 1806, país a partir de onde reinou Portugal entre 1816 a 1826. Por este motivo as emissões de moedas em ouro tiveram uma edição reduzida e daí a sua raridade.

O catálogo do 93º leilão da Numisma apresenta mais de 600 lotes de moedas de ouro de Portugal e Brasil, dos quais se destaca um Morabitino batido por D. Sancho I que vai à praça pelo valor de 14 mil euros bem como o excelente conjunto de cerca de meia centena de dobrões, dobras e peças de D. João V, cujo valor de licitação de cada lote oscila entre 1500 e 9000 euros.

Por último, destacamos a primeira moeda de ouro do Paraguai, 4 Pesos Fuertes, cunhada em 1855, com base de licitação de 20 mil euros.

Coleccionismo moeda D. João VI euros leilão Numisma Lisboa
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)