Obra do artista Banksy autodestrói-se após ser leiloada por 1,18 milhões de euros

Quadro "Girl with balloon" desfez-se em tiras ao passar por uma trituradora de papel.
Por Lusa|06.10.18
Uma obra do artista Banksy, cuja verdadeira identidade se desconhece, destruiu-se depois de ser vendida por 1,04 milhões de libras (1,18 milhões de euros) na leiloeira londrina Sotheby's.

O próprio autor divulgou, na sexta-feira, uma fotografia na rede social Instagram no momento em que o quadro "Girl with balloon" ("Rapariga com balão", na tradução livre) se desfaz em tiras ao passar por uma trituradora de papel instalada na parte inferior do quadro.

"Vai, vai, foi-se", escreve Banksy sobre a imagem, numa alusão às palavras pronunciadas pelos leiloeiros quando concluem a venda a um cliente.

Um vídeo colocado pelo artista  - cuja identidade nunca foi revelada - no Instagram mostra-o a instalar uma chapa dentada dentro de uma moldura. A legende explica que engenho serviria "para o caso de alguma vez ser posta a leilão". O que veio agora a aconter, perante o espanto dos que pariticipanvam no evento da Sotheby's. "A urgência de destruir é também uma urgência criativa", acrescenta Banksi no comentário que acompanha o vídeo.

Ver esta publicação no Instagram

. "The urge to destroy is also a creative urge" - Picasso

Uma publicação partilhada por Banksy (@banksy) a



"Parece que acabámos de ser ´Banksy-tados", admitiu o diretor de arte contemporânea da Sotheby´s, Alex Branczik, após a licitação da obra, de acordo com o que se ouve nos vídeos colocados nas redes sociais, nos quais é também visível a surpresa com que reagiu o público.

Datada de 2006, a obra, leiloada na sexta-feira à noite, que mostra uma rapariga a tentar alcançar um balão em forma de coração, era uma versão em tela de um desenho que surgiu a primeira vez como grafite numa rua no leste de Londres e que, em 2017, foi eleita a obra favorita da nação.

Originário da cidade de Bristol, Banksy ficou conhecido pelos seus grafitis subversivos que têm surgido um pouco por todo o mundo, de Londres à Palestina, o que fez dele um artista cotado.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!