Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
7

Paulo Branco recorre ao Tribunal Superior

Tribunal de Propriedade Intelectual não lhe reconheceu direitos sobre o filme ‘O Homem que Matou D. Quixote’.
Ana Maria Ribeiro 14 de Junho de 2019 às 09:25
Paulo Branco
Produtor Paulo Branco
Filme da discórdia, ‘O Homem que Matou D. Quixote’, de Terry Gilliam
Paulo Branco
Produtor Paulo Branco
Filme da discórdia, ‘O Homem que Matou D. Quixote’, de Terry Gilliam
Paulo Branco
Produtor Paulo Branco
Filme da discórdia, ‘O Homem que Matou D. Quixote’, de Terry Gilliam
O produtor português Paulo Branco – através da Leopardo Filmes – vai recorrer da decisão do Tribunal de Propriedade Intelectual, que não lhe reconheceu direitos sobre o filme ‘O Homem que Matou D. Quixote’, do realizador norte-americano Terry Gilliam.

Em comunicado, diz que estranha a decisão, que "não tomou em devida consideração todas as sentenças já proferidas com trânsito em julgado nos tribunais de França e Inglaterra, e em primeira instância nos tribunais de Espanha, que reconhecem inequivocamente que os direitos de autor, os direitos de realização e os direitos de produção pertencem à Alfama Films Production, Paris, de quem a Leopardo Filmes é parceira direta nesta obra".

O filme, estreado entre nós em dezembro, está no centro de uma disputa legal que se arrasta há anos. Em 2016, Paulo Branco chegou a assinar contrato para produzir a obra, mas o processo saiu gorado.

Terry Gilliam pediu a anulação do contrato de produção com a produtora Alfama Films, de Paulo Branco, e seguiu a produção e rodagem do filme com a coprodutora Ukbar Filmes, de Pandora da Cunha Telles.

Paulo Branco tentou travar a exibição do filme, mas ‘O Homem que Matou D. Quixote’ foi estreando em vários países, mesmo com a Justiça inglesa e francesa a reconhecer direitos da Alfama Films a dividendos.

No mesmo comunicado, Branco lembra que decorre "um processo-crime no DIAP, em Lisboa, contra a Ukbar Filmes e Pandora da Cunha Telles, já em fase de julgamento, em Paris e Londres" para apurar o montante das indemnizações.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)