Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura

Postal celebra 175 anos do casamento de Camilo

O autor casou com Joaquina Pereira em Ribeira de Pena.
J. Pires Santos 22 de Março de 2016 às 18:53

Os Correios de Portugal associaram-se aos 175 anos do casamento de Camilo Castelo Branco com Joaquina Pereira e lançaram, em Ribeira de Pena, um inteiro-postal comemorativo.

Antes de ser um grande escritor, Camilo Castelo Branco passou por Ribeira de Pena, instalando-se em Friúme, onde gozou os primeiros tempos de liberdade. Na Igreja Matriz do Salvador, casou pela primeira vez e recebeu o batismo a sua primeira filha, Rosa. A passagem por Ribeira de Pena marcou-o de tal forma que refere frequentemente nas suas obras figuras, lugares e factos do concelho.

O inteiro-postal com porte para o correio doméstico reproduz, do lado esquerdo do postal, a casa de Camilo Castelo Branco em Friúme. Já o selo impresso no canto superior direito é ilustrado com imagem do próprio escritor.

Para obliterar o bilhete-postal, os CTT editaram uma marca postal que reproduz a efígie de Camilo Castelo Branco e que ontem esteve à disposição dos colecionadores, no Auditório Municipal de Ribeira de Pena. Os pedidos deste inteiro-postal podem ser efetuados para a Loja dos CTT em Ribeira de Pena.

A Câmara Municipal de Ribeira de Pena elaborou um conjunto de eventos que serão desenvolvidos ao longo do ano. No Museu da Venda Nova foi já este mês inaugurada uma exposição com o título ‘Memórias da Terra’, uma coleção de Américo do Engeitado, composta por miniaturas inspiradas nas tradições e no património da sua terra.


EMISSÃO FILATÉLICA JESUITAS CONSTRUTORES DA GLOBALIZAÇÃO


Já a emissão filatélica dedicada aos Jesuítas Construtores da Globalização, composta por quatro selos e um bloco, foi emitida na passada sexta-feira.

A série, composta por quatro selos (com as taxas de 0,47 euros; 0,58 euros; 0,75 euros e 0,80 euros) reproduz, respetivamente, São Francisco Xavier, S. João de Brito, o Padre Manuel Antunes e o Padre Luís Archer. O bloco, que inclui um selo de 2 euros, reproduz a efígie do Padre António Vieira.

Foi editada uma pagela divulgadora e um carimbo de primeiro dia de emissão.

colecionismo J. Pires Santos
Ver comentários