Correio da Manhã

André Geraldes fotografado com ‘agente das comissões’ do Sporting
Foto Direitos Reservados
João Pinheiro (à esquerda) esteve com André Geraldes num hotel de Lisboa
Foto Direitos Reservados
João Pinheiro (à esquerda) esteve com André Geraldes num hotel de Lisboa
Foto Direitos Reservados
João Pinheiro (à esquerda) esteve com André Geraldes num hotel de Lisboa
Por Filipe António Ferreira | 21:34
  • Partilhe
Ex-dirigente dos leões é suspeito de engendrar plano de corrupção de árbitros e jogadores de andebol e futebol para beneficiar o Sporting.

A CMTV teve acesso a imagens exclusivas que mostram um encontro entre o antigo dirigente do Sporting e arguido no processo de corrupção Cashball, André Geraldes, e o empresário João Pinheiro, responsável, entre outros, pela ida de Rúben Ribeiro e Doumbia para Alvalade quando Bruno de Carvalho liderava o clube.

O encontro entre André Geraldes, que foi diretor para o futebol do Sporting e João Pinheiro, aconteceu num hotel de luxo no Parque das Nações, em Lisboa e durou largos minutos. 
Contactado pela CMTV, André Geraldes confirmou ter estado com João Pinheiro com quem tem relações familiares.

O antigo dirigente dos leões é suspeito de ser o estratega de um plano de corrupção de árbitros e jogadores de andebol e futebol para beneficiar o Sporting nas duas modalidades e está a ser investigado no processo de corrupção batizado de Cashball.

André Geraldes, recorde-se, era um homem de confiança de Bruno de Carvalho e foi detido em maio. Saiu em liberdade depois de pagar 60 mil euros, precisamente o mesmo valor que os investigadores encontraram num cofre do seu gabinete no estádio de Alvalade. 
Este alegado esquema de corrupção foi tornado público depois de uma reportagem do CM e da CMTV.

Your browser doesn’t support HTML5 video

PUBLICIDADE

Refira-se ainda que João Pinheiro tem trabalhado nos últimos anos com o Sporting tendo o seu nome surgido no polémico caso das comissões do japonês Tanaka. Segundo uma denúncia do antigo dirigente leonino Paulo Pereira Cristóvão, Pinheiro intitulou-se representante de Bruno de Carvalho nas negociações para tratar da transferência de Tanaka em 2014 para os leões. Ligação que, no entanto, foi sempre desmentida pelo anterior presidente dos leões.

A polémica em torno da transferência do avançado japonês surgiu depois de Pereira Cristovão ter enviado uma denúncia para a Procuradoria-Geral da República. Em causa estaria o pagamento de alegadas comissões no valor de 250 mil euros - Tanaka terá sido proposto por 500 mil euros -, mas o Sporting pagou 750 mil pela transferência do atleta.

João Pinheiro terá pedido a verba ao agente Paulo Emanuel Mendes para a entregar ao então presidente do Sporting, depois de o dinheiro passar por uma sociedade em Cabo Verde. Pinheiro negou ter pedido o dinheiro para Bruno de Carvalho e ter estado envolvido na transferência.

 

Siga o CM no Facebook.

  • Partilhe
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE