Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
9

Goleada deixa Benfica na Liga Europa

Encarnados começaram por ter bola, mas sem passarem do meio-campo, enquanto os alemães aproveitaram os brindes da defesa adversária.
Octávio Lopes 28 de Novembro de 2018 às 01:30
Bayern - Benfica
Bayern - Benfica
Bayern - Benfica
Bayern - Benfica
Bayern - Benfica
Bayern - Benfica
Bayern - Benfica
Bayern - Benfica
Bayern - Benfica
Bayern - Benfica
 Bayern - Benfica
 Bayern - Benfica
 Bayern - Benfica
 Bayern - Benfica
 Bayern - Benfica
 Bayern - Benfica
Bayern - Benfica
Arjen Robben
Arjen Robben
Bayern - Benfica
Bayern - Benfica
Bayern - Benfica
Bayern - Benfica
Bayern - Benfica
Bayern - Benfica
Bayern - Benfica
Bayern - Benfica
Bayern - Benfica
Bayern - Benfica
Bayern - Benfica
Bayern - Benfica
Bayern - Benfica
Bayern - Benfica
Bayern - Benfica
Bayern - Benfica
Bayern - Benfica
Bayern - Benfica
Bayern - Benfica
Bayern - Benfica
Bayern - Benfica
Bayern - Benfica
Bayern - Benfica
Bayern - Benfica
Bayern - Benfica
 Bayern - Benfica
 Bayern - Benfica
 Bayern - Benfica
 Bayern - Benfica
 Bayern - Benfica
 Bayern - Benfica
Bayern - Benfica
Arjen Robben
Arjen Robben
Bayern - Benfica
Bayern - Benfica
Bayern - Benfica
Bayern - Benfica
Bayern - Benfica
Bayern - Benfica
Bayern - Benfica
Bayern - Benfica
Bayern - Benfica
Bayern - Benfica
Bayern - Benfica
Bayern - Benfica
Bayern - Benfica
Bayern - Benfica
Bayern - Benfica
Bayern - Benfica
Bayern - Benfica
Bayern - Benfica
Bayern - Benfica
Bayern - Benfica
Bayern - Benfica
Bayern - Benfica
Bayern - Benfica
Bayern - Benfica
Bayern - Benfica
 Bayern - Benfica
 Bayern - Benfica
 Bayern - Benfica
 Bayern - Benfica
 Bayern - Benfica
 Bayern - Benfica
Bayern - Benfica
Arjen Robben
Arjen Robben
Bayern - Benfica
Bayern - Benfica
Bayern - Benfica
Bayern - Benfica
Bayern - Benfica
Bayern - Benfica
Bayern - Benfica
Bayern - Benfica
Bayern - Benfica
Bayern - Benfica
Bayern - Benfica
Bayern - Benfica
Bayern - Benfica
Bayern - Benfica
Bayern - Benfica
O Benfica fez esta terça-feira uma exibição desastrada e foi goleado (5-1), na Alemanha, diante do Bayern, mas apurou-se para a Liga Europa, já que o Ajax foi à Grécia bater (2-0) o AEK. Por isso, no último jogo do Grupo E da Champions, as águias ‘só’ vão lutar por mais 2,7 milhões de euros.

Na Baviera, a partida começou com o Benfica a ter bola sem conseguir progredir. Não passava do meio-campo. Já o Bayern era mais acutilante e na segunda chegada à área abriu o marcador. Robben, na direita, livrou-se de Fejsa (com um túnel), Cervi e Grimaldo, fletiu para o centro da área e disparou para o 1-0. Minutos depois, o mesmo Robben passou como quis por André Almeida e rematou, desta vez para defesa segura de Odysseas.

Os alemães dominavam a seu bel-prazer e Odysseas voltou a brilhar num remate artístico de Lewandovski. Depois, o Benfica equilibrou e teve uma boa jogada protagonizada por Grimaldo, Jonas e Pizzi, que, na área, em vez de rematar, centrou e só ganhou um canto. E foi numa das várias bolas perdidas pelo Benfica no ataque que, num contragolpe, o Bayern chegou ao 2-0. Robben recebeu na cara de Conti, ganhou-lhe em velocidade, entrou na área e atirou a contar.

E novo golo esteve à vista, não fosse uma notável defesa de Odysseas (mostrou enormes reflexos) a uma cabeçada de Muller. No canto, Conti e Rúben Dias perderam o duelo aéreo com Lewandovski e... 3-0 para o Bayern. Perto do intervalo, o único lance perigoso do Benfica: pontapé de ressaca de André Almeida, a rasar o poste esquerdo.

O início da segunda parte deu algumas boas indicações do Benfica, com um grande golo do recém-entrado Gedson, após uma jogada ofensiva bem delineada, em que a bola passou ainda por Rafa e Jonas. Só que essas indicações não se confirmaram. Muito por culpa do Bayern que durante largos minutos congelou o jogo, com inúmeros passes laterais no meio-campo e alguns verticais, que chegavam à área e colocavam a cabeça em água às águias.

Numa dessas investidas, Odysseas voltou a brilhar ao desviar para canto um remate do isolado Ribéry. No canto... 4-1. Um lance igual ao do 3-1: Conti e Rúben Dias perderam nas alturas para Lewandovski. Antes do 5-1 final, Odysseas ainda parou um estouro de Goretzka fora da área. Nada pôde fazer quando Ribéry rematou certeiro, na área, após passe atrasado de Alaba.

Nos minutos finais, o Bayern limitou-se a controlar.

Adeptos pedem cabeça de Vitória
Os adeptos do Benfica presentes no Allianz Stadium apuparam a equipa e pediram a demissão de Rui Vitória, após a goleada sofrida com o Bayern , que relega os encarnados para a Liga Europa.

Os jogadores dirigiram-se no final do jogo à claque encarnada que estava em Munique para agradecer o apoio e foram brindados com assobios e insultos. "Palhaços, joguem à bola", ouviu-se gritar em coro.

"Treinador perdido? Jamais, Sou feliz na vida. Estou triste com o resultado, tal como os benfiquistas e os jogadores. Mas é nesta altura que temos de estar todos unidos", disse Rui Vitória no final do jogo, admitindo que a "estratégia falhou". O treinador atribuiu o mérito ao adversário que "foi superior".

Gedson admite: "Esta não é a nossa melhor fase. Foi muito duro"
Gedson precisou apenas de 40 segundos em campo para marcar o tento de honra do Benfica, no arranque da segunda parte.

"Esta não é a nossa melhor fase. Tive alguma sorte no golo. Contudo sofremos o 4-1 logo a seguir e isso foi muito duro", disse, revelando que Rui Vitória tinha pedido compromisso e trabalho aos jogadores.

Já Rúben Dias admitiu que a "equipa perdeu o Norte". "É altura de nos unirmos e levantar a cabeça", disse.

ANÁLISE 
Bayern Munique
Mesmo sem ter feito uma exibição de encher o olho, o Bayern teve momentos de grande brilhantismo, sobretudo na forma como trocava a bola e a soltava em condições para o temível trio de atacantes; as estrelas Ribéry, Robben e Lewandovski.

Defesa do Benfica
Como é possível sofrer dois golos praticamente iguais, na sequência de pontapés de canto (Lewandovski foi mal marcado), e dar amplas liberdades ao pé esquerdo de Robben e ao pé direita de Ribéry? Foi por aqui que começou o pesadelo da Baviera.

Certinho e atento
O italiano Daniele Orsato seguiu o jogo de perto e não pactuou com lances mais viris - ‘sacou’ logo dos cartões amarelos. O primeiro, aliás, até foi para Robben, por uma entrada maldosa em Gabriel. De resto, acertou mais do que errou nas faltas.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)