Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
5

HUGO VIANA O PAGADOR DE PROMESSAS

O médio do Sporting, Hugo Viana, deslocou-se ontem ao Santuário de Fátima para agradecer à Virgem Maria por ter escapado do aparatoso acidente de viação em que esteve envolvido há uma semana, na Ponte Vasco da Gama.
10 de Novembro de 2004 às 00:33
Acompanhado pela esposa, Raquel, o atleta chegou à Cova da Iria pelas 14h20, dirigindo-se de imediato para a banca de venda de velas, nas traseiras da Capelinha das Aparições.
Após comprar seis velas de vários tamanhos, o atleta foi colocá-las a arder, para agradecer à Nossa Senhora de Fátima o facto de o ter protegido quando capotou o Mercedes que conduzia. Na altura, o carro andou quase 100 metros de rodas para o ar, mas o jogador ‘leonino’ conseguiu escapar apenas com ligeiras escoriações. O veículo, avaliado em 36 mil contos, foi para a sucata.
Por momentos, o jogador viu a morte à frente dos olhos. E os pensamentos terão ido para a sua filha Sara, cujo nascimento está previsto para Fevereiro do próximo ano.
Como as promessas são como os segredos, o médio do Sporting escusou-se a comentar a sua peregrinação ao Santuário de Fátima.
Depois de acender as velas, Hugo Viana atravessou o recinto de mão dada com a mulher e entrou na Basílica do Santuário, onde esteve perto de cinco minutos em oração.
Na saída, o jogador foi reconhecido por uma senhora de meia idade, que fez questão de o cumprimentar e desejar felicidades para o futuro rebento.
O casal, que tentou passar despercebido no local das Aparições, abandonou a Cova da Iria pelas 14h40, num potente BMW X5, conduzido pelo atleta do Sporting.
UM ACIDENTE APARATOSO
Fez ontem precisamente oito dias que Hugo Viana protagonizou o aparatoso acidente na Ponte Vasco da Gama. Passavam poucos minutos depois da 09h00, quando o jogador, que rumava para mais uma sessão de treino do Sporting na Academia de Alcochete, despistou-se em plena ponte, num desastre que envolveu mais duas viaturas. Tudo aconteceu quando uma carrinha mudou subitamente de direcção, invadindo a faixa onde circulava o Mercedes do jogador ‘leonino’, que não conseguiu evitar o choque. O automóvel onde seguia capotou, enquanto a carrinha se incendiou. O Mercedes de Hugo Viana ficou praticamente destruído e foi para a sucata. Felizmente, o médio sofreu apenas dois pequenos cortes na cara, mas não se livrou de um valente susto.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)