Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
4

Liga e FPF repudiam agressões "criminosas" a jogadores e treinadores do Sporting

Cerca de 50 adeptos, com a cara tapada, invadiram a Academia de Alcochete.
Lusa 15 de Maio de 2018 às 18:39
Adeptos de cara tapada invadiu Alcochete
Adeptos de cara tapada invadiram Alcochete
Adeptos de cara tapada invadiu Alcochete
Adeptos de cara tapada invadiram Alcochete
Adeptos de cara tapada invadiu Alcochete
Adeptos de cara tapada invadiram Alcochete

A Liga repudiou esta terça-feira as agressões que foram alvo os futebolistas e os treinadores da equipa principal do Sporting, na Academia de Alcochete, considerando que tal resultou de um "comportamento criminoso".

"Os comportamentos que estão a ser relatados pela imprensa são lamentáveis e não têm lugar no futebol profissional promovido pela Liga. Os executores destes comportamentos não são adeptos de futebol, mas sim criminosos", referiu a Liga, num comunicado publicado no seu site oficial.

Cerca de 50 adeptos do Sporting, com a cara tapada, invadiram hoje a Academia de Alcochete, enquanto decorria o treino da equipa principal, e agrediram jogadores e equipa técnica, a dias da final da Taça de Portugal de futebol.

"A Liga condena toda e qualquer manifestação de violência física ou verbal, nomeadamente atos de coação, quer a agentes desportivos, quer aos representantes dos órgãos de comunicação social, que mais não estão do que a fazer o seu trabalho", acrescentou o organismo.

Federação Portuguesa de Futebol
A Federação Portuguesa de Futebol (FPF) repudiou igualmente os atos de violência ocorridos na Academia do Sporting, em Alcochete, apelando à punição dos responsáveis pelos atos criminosos, disse à Lusa fonte oficial do organismo.

"A FPF repudia e lamenta os atos ocorridos esta tarde na Academia Sporting, em Alcochete, e relatados em comunicado pelo Sporting Clube de Portugal. Agressões e atos de vandalismo são inaceitáveis e merecem o mais veemente repúdio da parte da FPF", referiu a mesma fonte federativa.

"A FPF espera que as autoridades públicas não olhem a recursos para levar perante a justiça os responsáveis por atos criminosos que não podem deixar de ser punidos", rematou a fonte oficial do organismo que rege o futebol nacional.

Fonte da GNR confirmou à Lusa estar a proceder à "identificação presencial de indivíduos que presumivelmente estiveram envolvidos" na ocorrência, recusando confirmar se foram efetuadas detenções no local ou nas imediações.

Comunicado do Sporting
Também em comunicado, o Sporting confirmou os acontecimentos registado na Academia de Alcochete, atitudes que "configuram a prática de crime e que em nada honram e enobrecem" o nome do clube.

De acordo com imagens publicadas nas redes sociais e em algumas televisões, Bas Dost terá sido um dos jogadores agredidos, aparecendo com três golpes na cabeça, havendo também imagens com o balneário vandalizado, cheio de fumo e com alarmes a tocar.

"Tomaremos todas as diligências no sentido de apurar cabais responsabilidades pelo que aconteceu e não deixaremos de exigir a punição de quem agiu desta forma absolutamente lamentável", lê-se no comunicado do Sporting.

Liga Sporting Academia de Alcochete Bas Dost Taça de Portugal desporto futebol
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)