Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
4

"Ser presidente de um clube com traidores como vocês é chato", diz Bruno de Carvalho

Presidente responde a artigo de opinião assinado por Jorge Sanches, Luís loureiro e Rita Matos desta terça-feira.
19 de Junho de 2018 às 12:48
Bruno de Carvalho em conferência de imprensa
Bruno de Carvalho em conferência de imprensa
Bruno de Carvalho em conferência de imprensa
Bruno de Carvalho publicou esta terça-feira uma publicação no Facebook, respondendo aos três membros do conselho diretivo que assinaram um artigo de opinião conjunto em para o jornal Recordna edição desta terça-feira.

O líder leonino fala em traição, apelidando os membros de "ratos e cobardes", "vendilhões do templo", considerando o texto que assinaram "medonho" e "cheio de mentiras". 

Leia na íntegra a publicação de Bruno de Carvalho:

"Carta aberta aos membros demissionários do CD, que hoje fizeram um artigo conjunto no Record, Luis Loureiro, Rita Matos e Jorge Sanches:

SER PRESIDENTE DE UM CLUBE COM TRAIDORES COMO VOCÊS "É CHATO"

1. Ter um membro efectivo e dois suplentes que, de um momento para o outro, atraiçoam todos à sua volta, que tanto lutaram por um projecto digno para o Clube e contribuíram para essa missão 24h sobre 24h, sem terem a dignidade de o fazer olhos nos olhos, são ratos e cobardes.

2. Membros de um CD que se revelam, inesperadamente, uns vendilhões do templo, que não foram capazes de admitir que lhes foram oferecidos dinheiro, cargos e benefícios para irem embora, tentando fazer cair o Órgão legitimamente eleito, fingindo que se trata de questões de opiniões divergentes da do Presidente, e que com isso se correria o risco de ser percepcionado, publicamente, o Presidente como alguém que procura apropriar-se do Clube para garantir um projecto pessoal de poder, deviam era explicar aos sportinguistas porque é que, em 5 anos que lá estiveram, as decisões do CD foram sempre tomadas por UNANIMIDADE, sendo que, mesmo os suplentes, sempre votaram.

3. Três pessoas que deixem de considerar limites éticos, civilizacionais, de respeito pelas pessoas – valores fundamentais de qualquer instituição prestigiada - não devem ter esse estatuto de pessoas mas sim o de ratos, que trairam o CD, o Sporting CP e os sportinguistas.

4. Três pessoas que se lembram de ajudar Álvaro Sobrinho, José Maria Ricciardi e Jaime Marta Soares a destruir a base de um modelo de negócio assente no futebol profissional, apenas para beneficiar de regalias, na sua vida pessoal, não amam o Clube, não respeitam os valores da sua Fundação e demonstram traços de personalidade fraca, egoísta, cobarde e traiçoeira, não tendo merecido a honra de pertencer a este CD do Clube que todos amamos.

5. Três pessoas que eram as que nas reuniões do CD usavam um discurso beligerante, contra tudo e contra todos, nomeadamente as antigas direcções e os atletas e treinadores de futebol, servindo muitas vezes para criar um ambiente, nas reuniões que se queriam de trabalho, de comícios de desagregação em vez de agregação, de divisão entre sportinguistas bons e maus em vez de unir, de querer sempre uma política de afastamento desses, ditos por eles, maus sportinguistas, ao invés de darem soluções para os atrair, e que desrespeitaram a maior de todas as instituições desta sociedade democrática, o Sporting Clube de Portugal, de forma víl e cobarde, não deviam ter tido a honra de pertencer a este CD.

6. Três membros que sempre votaram tudo a favor, e que agora dizem que o Presidente sempre fez tudo sozinho e que só encontra mérito em si próprio, são desonestos, traidores do Universo Sportinguista e não deviam ter tido a honra de pertencer a este CD.

7. Três pessoas que julgam que ofender associados, atletas, dirigentes, funcionários e adeptos, ao trairem-nos e ao Sporting CP pelo simples facto de lhes terem sido oferecidos benefícios pessoais, é a melhor maneira de criar ondas de violência e ostracização na opinião pública para silenciar a voz dos sportinguistas, e ser coniventes na golpada, no assalto que se está a fazer ao Sporting CP e à sua SAD, e não deviam ter tido a honra de pertencer a este CD.

8. Três pessoas que alinham, por terem colhido benefícios pessoais, na manipulação da opinião pública, de que perder o apoio e a confiança de dirigentes que nada faziam ou que não eram de órgãos executivos, que infelizmente integraram as nossas listas aos Órgãos Sociais, e queiram retirar dai uma ilação diferente da de serem uns ratos vendidos, não deviam ter tido a honra de pertencer a este CD.

9. Três pessoas que num momento de crise, sabendo que a sua permanência em funções só defenderia o Sporting CP e os sportinguistas, nem que fosse para estarem no CD a dar opiniões contrárias e diferentes lutando, lá dentro, pelo que acreditam, decidiram sair dando força aos que estão a assaltar o Sporting CP, a caluniar e a difamar os membros do CD e que fomentaram os pedidos de rescisões que financeiramente são gravosos para a instituição, querendo criar um problema de tesouraria tão grave que possam finalmente vender a SAD e seus jogadores ao desbarato (se conseguirem afastar este CD), não colocando os interesses do Clube em primeiro lugar, não deviam ter tido a honra de pertencer a este CD .

10. Três pessoas que sempre se disseram ecléticas, amantes das ditas modalidades amadoras e pouco interessadas no futebol por não se identificarem com o mesmo, esquecendo-se que somos campeões em todas as modalidades do Clube, só faltando o futsal que está no bom caminho, estejam agora a armar-se em defensores de quem tanto mal disseram durante 5 anos, e que agora até já contrariam o seu discurso sobre os atletas de futebol dizendo que tem de haver perdão para atletas que não ganhem todos os jogos, não devendo os mesmos ser escorraçados via mensagem ou Facebook. A esses, deve de facto, por vezes, haver perdão. Agora, a ratos traidores espero que os sportinguistas nunca perdoem e o mostrem dia 23. Só dessa forma os sportinguistas podem assegurar que serão realizadas todas as metodologias para assegurar futuras vitórias e para defender sempre os superiores interesses do Sporting Clube de Portugal e dos sportinguistas. Quem trai este Clube e os sportinguistas não devia ter tido a honra de pertencer a este CD .

11. Três pessoas que, no início do seu mandato, se arrogaram fingir serem defensores acérrimos da verdade e, progressivamente, se transformaram em pessoas que se vendem a quem quer assaltar o Sporting CP e os sportinguistas, fingindo que não o estão a fazer, ignorando os superiores interesses do Clube e dos Sportinguistas, alinhando na maior campanha de manipulação de factos e acontecimentos para se fazer uma golpada no Clube, não deviam ter tido a honra de pertencer a este CD.

12. Três pessoas que se aliaram aos que querem destruir o Clube e que usam os mecanismos de contra-informação operados nas redes sociais para atacar o Clube e o CD, alinhando na propaganda dos rivais de ataque ao Clube e seus associados que apenas querem manter o Sporting CP no Rumo Certo com este CD, não deviam ter tido a honra de pertencer ao mesmo.

13. Três pessoas que se venderam aos interesses que querem assaltar o Sporting CP, apoiando aqueles que durante 5 anos, mas muito mais agora, de forma profissional, pagaram a dezenas de pessoas para, elas próprias e perfis falsos, com toda a desonestidade e soberba, criarem um numeroso exército de fazedores de opinião nas redes sociais, televisões, rádios, jornais e revistas, para criar a ilusão de que os sócios possam estar divididos quanto à aceitação deste CD quando, na realidade, estão cheios de medo com o que vai ser a votação dos associados no dia 23, estando já a ser coniventes com os que estão a preparar mil maneiras de afinar os resultados (e essa afinação começa logo com uma série de sondagens falsas para criar a percepção de que os associados não estão com esta Direcção e, com isso, legitimar a golpada), não deviam ter tido a honra de pertencer a este CD.

14. Três pessoas que afrontaram, desconsideraram e ofenderam 3.5 milhões de sportinguistas com a sua cobardia, e que se colocam do lado dos assaltantes do Clube, dos rívais e de alguns profissionais de órgãos de comunicação social que sempre denegriam, caluniaram e ofenderam o nosso Clube, violando todas as regras deontológicas da sua profissão, e que estão a ajudar a violar todas as regras de um país democrático, livre e de direito, não deviam ter tido a honra de pertencer a este CD.

15. Três pessoas que fazem um texto medonho, cheio de mentiras, transformando a sua intervenção pública num espectáculo degradante, que apenas contribui para continuar a denegrir a reputação de uma instituição de nível nacional e internacional, dos actuais membros do CD e, com tudo isso, permitir serem fantoches da cartilha de quem quer tomar o Clube de assalto, da cartilha dos rívais e, assim, permitir que o Clube seja motivo de escárnio e difamação, não deviam ter tido a honra de pertencer a este CD.

Para se ser membro de um CD de um Clube é necessário ter carácter e coluna vertebral. E isso, para estas 3 pessoas, "é chato"."


Bruno de Carvalho Facebook Rita Matos Jorge Sanches Álvaro Sobrinho Luis Loureiro futebol desporto Direcção
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)