Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
6

Vice de "Macaco" agride árbitro

Encontro acabou aos dois minutos. O agressor foi identificado. Juiz teve alta.
2 de Abril de 2017 às 15:57
Jogador da equipa de Macaco agride árbitro durante jogo
Jogador da equipa de Macaco agride árbitro durante jogo
Jogador da equipa de Macaco agride árbitro durante jogo
Jogador da equipa de Macaco agride árbitro durante jogo
Jogador da equipa de Macaco agride árbitro durante jogo
Jogador da equipa de Macaco agride árbitro durante jogo
Jogador da equipa de Macaco agride árbitro durante jogo
Jogador da equipa de Macaco agride árbitro durante jogo
Jogador da equipa de Macaco agride árbitro durante jogo
Jogador da equipa de Macaco agride árbitro durante jogo
Jogador da equipa de Macaco agride árbitro durante jogo
Jogador da equipa de Macaco agride árbitro durante jogo
Jogador da equipa de Macaco agride árbitro durante jogo
Jogador da equipa de Macaco agride árbitro durante jogo
Jogador da equipa de Macaco agride árbitro durante jogo
Jogador da equipa de Macaco agride árbitro durante jogo
Jogador da equipa de Macaco agride árbitro durante jogo
Jogador da equipa de Macaco agride árbitro durante jogo
Jogador da equipa de Macaco agride árbitro durante jogo
Jogador da equipa de Macaco agride árbitro durante jogo
Jogador da equipa de Macaco agride árbitro durante jogo
Jogador da equipa de Macaco agride árbitro durante jogo
Jogador da equipa de Macaco agride árbitro durante jogo
Jogador da equipa de Macaco agride árbitro durante jogo
Jogador da equipa de Macaco agride árbitro durante jogo
Jogador da equipa de Macaco agride árbitro durante jogo
Jogador da equipa de Macaco agride árbitro durante jogo
Jogador da equipa de Macaco agride árbitro durante jogo
Jogador da equipa de Macaco agride árbitro durante jogo
Jogador da equipa de Macaco agride árbitro durante jogo
Jogador da equipa de Macaco agride árbitro durante jogo
Jogador da equipa de Macaco agride árbitro durante jogo
Jogador da equipa de Macaco agride árbitro durante jogo
Jogador da equipa de Macaco agride árbitro durante jogo
Jogador da equipa de Macaco agride árbitro durante jogo
Jogador da equipa de Macaco agride árbitro durante jogo

O árbitro que estava a dirigir o jogo de futebol Rio Tinto - Canelas 2010 foi agredido por um jogador da equipa visitante, cujo capitão é Fernando Madureira, cabecilha da claque do FC Porto, Super Dragões. O juiz já teve alta hospitalar.

Tudo começou quando o árbitro José Rodrigues mostrou um cartão vermelho ao jogador Marco Gonçalves, da equipa do Canelas 2010. Rapidamente, alguns atletas da equipa de Fernando Madureira começaram por rodear o juiz e Marco acabou por agredi-lo com uma joelhada na cabeça. 

"Depois de ter recebido a ordem de expulsão, o jogador rodeou o árbitro e agrediu-o com violência, com uma joelhada, atirando-o ao chão. Foi socorrido de imediato e ele próprio chamou o INEM para ser assistido no local, pois tudo leva a crer que partiu o nariz", esclareceu fonte do Rio Tinto em declarações à agência Lusa.

Após a agressão, cerca de cinco polícias invadiram o campo em defesa do árbitro, que já se encontrava a sangrar da cara. O jogo foi interrompido ao fim de dois minutos e não vai ser retomado. 

O Presidente da Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol, Luciano Gonçalves, confirmou ao Correio da Manhã, que o jogador Marco Gonçalves, suspeito de agredir o árbitro José Rodrigues, já foi identificado pela PSP. Será amanhã sujeito a interrogatório judicial.

O árbitro José Rodrigues abandonou o campo de futebol pelo próprio pé e foi transportado de ambulância para o Hospital de São João. O juiz partiu a cana do nariz, mas já teve alta hospitalar.

Também contactado pela Lusa, Luciano Gonçalves, presidente da Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol (APAF), classificou o ato como "vergonhoso" e alertou que situações como esta não devem voltar a acontecer.

"O que aconteceu é vergonhoso para o futebol e não pode voltar a acontecer. As instâncias têm que pôr mão nisto de alguma forma. Estas situações estão a passar o âmbito desportivo e têm que terminar. Porque corremos o risco que um dia apareça um árbitro morto num qualquer relvado", começou por dizer o dirigente.

Luciano Gonçalves explicou ainda que situações como esta têm sido recorrentes e que a necessidade de agir com "medidas severas" tornou-se imperativo.

"Sinto que estão a querer desvalorizar um assunto muito grave e, atendendo à gravidade das questões que têm vindo a acontecer, é necessário procurar em todas as instâncias soluções para colocar um ponto final nisto de uma vez por todas", esclareceu ainda.

Canelas Rio Tinto jogador Macaco jogo
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)