Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
8

Campeão FC Porto goleia com nota artística elevada

Entrada forte dos portistas fez ruir a estratégia dos flavienses no ataque ao Dragão. Aboubakar (bisou), Brahimi, Corona e Marius deram expressão à goleada.
Mário Figueiredo 12 de Agosto de 2018 às 01:30
FC Porto
FC Porto defronta o Desportivo de Chaves no Estádio do Dragão
FC Porto defronta o Desportivo de Chaves no Estádio do Dragão
FC Porto defronta o Desportivo de Chaves no Estádio do Dragão
FC Porto defronta o Desportivo de Chaves no Estádio do Dragão
FC Porto defronta o Desportivo de Chaves no Estádio do Dragão
FC Porto
FC Porto
FC Porto defronta o Desportivo de Chaves no Estádio do Dragão
FC Porto defronta o Desportivo de Chaves no Estádio do Dragão
FC Porto
FC Porto defronta o Desportivo de Chaves no Estádio do Dragão
FC Porto defronta o Desportivo de Chaves no Estádio do Dragão
FC Porto defronta o Desportivo de Chaves no Estádio do Dragão
FC Porto defronta o Desportivo de Chaves no Estádio do Dragão
FC Porto defronta o Desportivo de Chaves no Estádio do Dragão
FC Porto
FC Porto defronta o Desportivo de Chaves no Estádio do Dragão
FC Porto defronta o Desportivo de Chaves no Estádio do Dragão
FC Porto defronta o Desportivo de Chaves no Estádio do Dragão
FC Porto defronta o Desportivo de Chaves no Estádio do Dragão
FC Porto defronta o Desportivo de Chaves no Estádio do Dragão
FC Porto
FC Porto
FC Porto defronta o Desportivo de Chaves no Estádio do Dragão
FC Porto defronta o Desportivo de Chaves no Estádio do Dragão
FC Porto
FC Porto defronta o Desportivo de Chaves no Estádio do Dragão
FC Porto defronta o Desportivo de Chaves no Estádio do Dragão
FC Porto defronta o Desportivo de Chaves no Estádio do Dragão
FC Porto defronta o Desportivo de Chaves no Estádio do Dragão
FC Porto defronta o Desportivo de Chaves no Estádio do Dragão
FC Porto
FC Porto defronta o Desportivo de Chaves no Estádio do Dragão
FC Porto defronta o Desportivo de Chaves no Estádio do Dragão
FC Porto defronta o Desportivo de Chaves no Estádio do Dragão
FC Porto defronta o Desportivo de Chaves no Estádio do Dragão
FC Porto defronta o Desportivo de Chaves no Estádio do Dragão
FC Porto
FC Porto
FC Porto defronta o Desportivo de Chaves no Estádio do Dragão
FC Porto defronta o Desportivo de Chaves no Estádio do Dragão
FC Porto
FC Porto defronta o Desportivo de Chaves no Estádio do Dragão
FC Porto defronta o Desportivo de Chaves no Estádio do Dragão
FC Porto defronta o Desportivo de Chaves no Estádio do Dragão
FC Porto defronta o Desportivo de Chaves no Estádio do Dragão
FC Porto defronta o Desportivo de Chaves no Estádio do Dragão
O FC Porto iniciou a defesa do título de campeão nacional com uma demonstração de força ao derrotar o Desp. Chaves, por 5-0, com uma exibição merecedora de elevada nota artística.

Sérgio Conceição apostou no mesmo onze que ganhou a Supertaça ao Desp Aves. Apesar das contrariedades na equipa, como a polémica em torno de Marega ou a lesão de Soares. As novidades na equipa mostraram-se perfeitamente integrados, caso do central Diogo Leite e do avançado André Pereira.

O Dragão entrou com tudo e sob a batuta de Brahimi foi causando estragos na defesa flaviense. Aboubakar mostrou-se perdulário nas duas primeira boas ocasiões, mas à terceira não perdoou. Numa jogada de insistência de Otávio, que roubou uma bola da Ghazaryan e cruzou para André Pereira que deixou a bola passar por entre as pernas, ficando Aboubakar em excelente posição para visar a baliza de Ricardo.

A vencer, os dragões não levantaram o pé. Faziam o que queriam da formação flaviense, que revelou falta de argumentos para travar o campeão que entrou embalado no jogo.

Aboubakar acabou por bisar numa das jogadas mais bonitas da partida, com vários protagonistas pois começou em Brahimi, passou por Sérgio Oliveira e Otávio até que o camaronês emendou para o 2-0.

O prémio pela boa exibição de Brahimi surgiu ao cair do pano da primeira parte. O argelino pegou na bola e arrancou em direção da baliza. Tirou um adversário do caminho e fez o 3-0.

Após o intervalo, o FC Porto abrandou o ritmo, mas sucederam-se as jogadas de perigo. Otávio pediu, com razão, uma grande penalidade por falta de Eustáquio na área, mas nem árbitro ou vídeo-árbitro assinalaram a falta.

Quando os dragões pareciam satisfeitos com o resultado entrou Corona que agitou a partida. Sentiu-se que queria marcar e só precisou de quatro minutos em campo. Uma bomba à entrada da área.

O FC Porto dominava e Sérgio Conceição ainda colocou em campo o jovem avançado Marius (Chade), de 20 anos, que viria a fazer o 5-0. Um campeão de mão cheia.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)