Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
9

Fisco não vai recorrer de condenação de Messi

Argentino foi condenado a 21 meses de prisão com pena suspensa.
13 de Julho de 2016 às 15:30
Argentino sai do tribunal de Barcelona
Argentino sai do tribunal de Barcelona FOTO: Alberto Estevez / Reuters
O Fisco de Espanha não vai recorrer da pena de 21 meses de prisão imposta pela Audiência de Barcelona ao futebolista Leo Messi, apesar de este ter sido ilibado dos três crimes fiscais de que era acusado.

Segundo fontes judiciais citadas pela agência noticiosa Efe, o Ministério Público aceitou não recorrer junto do Supremo Tribunal da sentença que condenou o jogador do Barcelona e o seu pai, na semana passada, a 21 meses de prisão por fraude fiscal no valor de 4,1 milhões de euros entre 2007 e 2009.

O Fisco acabou por pedir o arquivamento do caso, depois de Messi devolver o montante em causa, concluindo que o jogador não teve conhecimento da fraude já que a sua intervenção foi "puramente formal", limitando-se a seguir as indicações do seu pai.

Por este motivo, o Fisco acusou apenas, no julgamento, o pai do futebolista, Jorge Horacio Messi, para quem pediu 18 meses de prisão, enquanto a procuradoria pedia uma condenação para ambos de 22 meses e 15 dias de prisão.

Espanha Barcelona Leo Messi Supremo Tribunal Jorge Horacio Messi crime lei e justiça tribunal desporto futebol
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)