Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto

Indonésia não quer lamento excessivo a suspensão da FIFA

Autoridades estão agora concentradas em fazer as reformas necessárias no futebol do país.
31 de Maio de 2015 às 10:55
Indonésia foi suspensa de todas as competições organizadas pelo organismo que rege o futebol mundial
Indonésia foi suspensa de todas as competições organizadas pelo organismo que rege o futebol mundial FOTO: EPA
O governo da Indonésia disse este domingo que a suspensão que da FIFA à federação local (PSSI) não deve ser "lamentada excessivamente" e que as autoridades estão agora concentradas em fazer as reformas necessárias no futebol do país.

A FIFA suspendeu no domingo a Indonésia, devido à interferência governamental na federação daquele país asiático, a menos de duas semanas do início da qualificação para o Campeonato do Mundo de futebol de 2018.

O Ministério do Desporto, em comunicado, disse que "não era a suspensão que queria", quando assumiu uma federação indonésia que estava em crise.

"A sanção da FIFA não deve ser lamentada excessivamente. Temos de ter confiança e acreditar que, se a reforma do futebol nacional poder ser feita com toda a sinceridade, consistência, transparência e com melhor governação, alcançar grandes resultados não será mais um sonho", lê-se no comunicado.

Apesar da suspensão de todas as competições organizadas pelo organismo que rege o futebol mundial, a seleção principal da Indonésia foi autorizada a continuar a disputar nos jogos do sudeste asiático.

"[A decisão da FIFA] resultou da ocupação das atividades da PSSI [a Federação Indonésia de Futebol] por parte das autoridades indonésias", explicou um porta-voz da FIFA.

Na base da decisão dos responsáveis governamentais indonésios de suspender todas as atividades da PSSI está um diferendo com a federação, relativamente à participação de dois clubes, que levou à interrupção do campeonato principal do país.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)