Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
8

Jesus afastado da Taça da Liga

Boa 2.ª parte leonina premiada com golo de Zeegelaar.
Nuno Miguel Simas 27 de Janeiro de 2016 às 04:13
Alex, do Arouca, deixa-se antecipar pelo sportinguista Esgaio que dá início a novo ataque leonino
Alex, do Arouca, deixa-se antecipar pelo sportinguista Esgaio que dá início a novo ataque leonino FOTO: José Moreira
O Sporting ficou ontem definitivamente eliminado da Taça da Liga, apesar de ter ganho em Arouca (1-0). À entrada para a 3ª jornada, os leões precisavam de anular uma desvantagem de cinco golos de diferença para o Portimonense, mas ficaram muito longe do que teria de ser milagre.
Ficou para o Sporting a despedida da competição com uma vitória, num jogo em que a equipa de Jesus foi uma sombra no primeiro tempo e mostrou- -se bem melhor na 2ª parte.

Pelo que se viu na primeira metade, era caso para dizer que o Sporting não quis nada com a Taça da Liga. Uma equipa desligada, sem intensidade, que foi dominada pelo Arouca, bem mais rápido a atacar a bola e a sair para o ataque. Valeu, então, a má pontaria da equipa do distrito de Aveiro e algumas boas intervenções do estreante esloveno Jug, na baliza, que até um desvio de Paulo Oliveira para as próprias redes evitou, com uma grande intervenção.

Jesus esperou pelo intervalo para mexer no que estava mal quase desde o início. Lançou Gelson Martins e Mané que levaram a velocidade e irreverência sempre em falta a André Martins e a Matheus Pereira. Se a equipa nunca teve nada a perder, à medida que o Portimonense marcava em Paços de Ferreira, mais claro ficava que o milagre estava cada vez mais longe. Mas o Sporting ia-se aproximando sempre com mais perigo da baliza do Arouca. Os remates de Aquilani e Mané, para grande defesa de Sacramento, anunciavam o golo, que chegou por Zeegelaar, após livre de Montero. Justo, mas muito curto para o que era preciso.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)