Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
1

Federer já está nas meias-finais da Austrália e sem ceder qualquer 'set'

Tenista suíço afastou Berdych e afirma-se como candidato à vitória no torneio.
Lusa 24 de Janeiro de 2018 às 15:12
Federer vence Berdych nos 'quartos' do Open da Austrália
Federer vence Berdych nos 'quartos' do Open da Austrália
Federer vence Berdych nos 'quartos' do Open da Austrália
Federer vence Berdych nos 'quartos' do Open da Austrália
Federer vence Berdych nos 'quartos' do Open da Austrália
Federer vence Berdych nos 'quartos' do Open da Austrália
Federer vence Berdych nos 'quartos' do Open da Austrália
Federer vence Berdych nos 'quartos' do Open da Austrália
Federer vence Berdych nos 'quartos' do Open da Austrália
Federer vence Berdych nos 'quartos' do Open da Austrália
Federer vence Berdych nos 'quartos' do Open da Austrália
Federer vence Berdych nos 'quartos' do Open da Austrália
Federer vence Berdych nos 'quartos' do Open da Austrália
Federer vence Berdych nos 'quartos' do Open da Austrália
Federer vence Berdych nos 'quartos' do Open da Austrália
O tenista suíço Roger Federer, campeão em título, continuou esta quarta-feira a sua caminhada imparável no Open da Austrália, ao apurar-se para as meias-finais, depois de vencer o checo Thomas Berdych, por 3-0.

Segundo jogador do mundo, Federer continua sem ceder qualquer 'set' nesta edição do primeiro torneio do 'Grand Slam' da temporada, ao vencer Berdych, por 7-6 (7-1), 6-3 e 6-4, em duas horas e 14 minutos.

O suíço esteve perto de perder o primeiro parcial neste Open da Austrália logo no primeiro 'set' frente a Berdych, que desperdiçou uma oportunidade de se colocar a vencer por 1-0.

"Tive de ter um pouco de sorte. Um pouco zangado. Um pouco frustrado com o árbitro [após uma falha do 'olho de falcão' no seu primeiro jogo de serviço]. Mas, de qualquer forma, fiquei satisfeito por conseguir ultrapassar esse primeiro 'set'. Foi a chave para o encontro. Esse primeiro 'set' poderia ter caído para qualquer lado. Ele merecia-o", disse.

Recordista de títulos do 'Grand Slam', com 19 troféus, incluindo cinco na Austrália, o suíço chegou pela 14.ª vez às meias-finais em Melbourne nas últimas 15 presenças -- apenas não atingiu essa fase em 2015.

Federer vai agora defrontar o surpreendente sul-coreano Hyeon Chung, 58.º do mundo, que hoje afastou o norte-americano Tennys Sandgren, 97.º, vencendo por 6-4, 7-6 (7-5) e 6-3, em duas horas e 28 minutos.

À entrada para o Open da Austrália, Chung tinha como melhor registo num 'major' a presença na terceira ronda em Roland Garros no ano passado.

"Cheguei às meias-finais, venci tenistas como Sascha [Zverev], Novak [Djokovic], e os outros bons jogadores. Nunca tinha jogado na segunda semana de um 'Grand Slam', por isso estou muito surpreendido", admitiu Chung, primeiro sul-coreano a atingir as meias-finais no Open da Austrália.

O encontro entre Chung e Sandgren começou com um ligeiro atraso, depois de um falso alarme ter obrigado à evacuação do Rod Laver Arena.

No quadro feminino, a romena Simona Halep, líder do 'ranking' mundial, atingiu pela primeira vez as meias-finais em Melbourne, depois de derrotar a checa Karolina Pliskova, sexta cabeça de série, por 6-3 e 6-2, em 71 minutos.

"Penso que foi um grande encontro. O melhor neste torneio. Comecei de forma lenta, mas depois apanhei o ritmo. Joguei muito bem", disse.

Para chegar à sua terceira final de um 'major', depois das duas em Roland Garros (2014 e 2017), Halep vai ter de ultrapassar a alemã Angelique Kerber, 21.ª cabeça de série e campeã do Open da Austrália e do US Open em 2016.

Depois de um 2016 menos positivo, Kerber parece ter voltado ao seu melhor nível e hoje afastou a norte-americana Madison Keys, por 6-1 e 6-2, em apenas 51 minutos.

"Tenho muita confiança e fé no meu jogo, porque comecei muito bem o ano, joguei bem em Perth e venci em Sydney. Isso deu-me muita confiança para vir aqui. Também todas as memórias, como é óbvio. Nunca vou esquecer as memórias que tenho daqui em 2016, é por isso que me sinto tão bem", disse Kerber.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)