Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
5

Funcionários públicos sem aumentos até 2021

Carga fiscal no IRS deve manter-se por mais quatro anos.
António Sérgio Azenha 12 de Abril de 2018 às 01:30
Mário Centeno
Mário Centeno
Mário Centeno
Mário Centeno
Mário Centeno
Mário Centeno
Mário Centeno
Mário Centeno
Mário Centeno
Mário Centeno
Mário Centeno
Mário Centeno
O Governo pondera só aumentar os salários dos funcionários públicos a partir de 2021. O cenário está a ser analisado no âmbito do Plano de Estabilidade 2018-2022, que deverá ser hoje aprovado em Conselho de Ministros, como forma de controlar as despesas com pessoal.

Ao que apurou o CM, o ministro das Finanças quer reduzir as despesas com salários na Administração Pública para um peso inferior a 10% do PIB até 2021. Neste momento, as despesas com pessoal representam 11% do PIB.

Ou seja, Mário Centeno pretende colocar a despesa com pessoal ao nível da média da Zona Euro, que é atualmente inferior a 10%. A manter-se o congelamento dos ordenados dos funcionários públicos até 2021, esta decisão poderá desencadear fortes protestos dos sindicatos da Administração Pública.

No essencial, o Plano de Estabilidade 2018-2022 irá manter a política de continuidade face ao atual Plano de Estabilidade. Depois do aumento do número de escalões no IRS, os planos do Governo passam por manter a atual carga fiscal no IRS até 2022.

Centeno já deixou claro que o Governo quer uma política de responsabilidade.
IRS Mário Centeno Governo ministro das Finanças Conselho de Ministros Plano de Estabilidade PIB Zona Euro
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)