Lisboa concentra mais poder de compra

Porto entre os mais ricos mas capital destaca-se, com mais do dobro da riqueza face à média nacional.
Por Beatriz Ferreira e Raquel Oliveira|11.11.17
Lisboa concentra mais poder de compra
Apesar de ser a região mais rica, metade dos concelhos da Área Metropolitana da capital estão abaixo da média do País Foto Direitos Reservados
Lisboa, Porto, Oeiras, S. João da Madeira e Sines lideram o ranking dos municípios mais ricos do país, em 2015. Numa análise aos 308 concelhos, o Instituto Nacional de Estatística (INE) identificou 33 como tendo um poder de compra acima da média nacional. Apenas mais um concelho do que em 2013, aquando do último Estudo Sobre o Poder de Compra Concelhio.
Poder de compra: desigualdades agravam fuga do interior?

Os dados revelados ontem pelo INE apontam Lisboa como o município ‘mais rico’, com mais do dobro do poder de compra em relação à média nacional. Oeiras, Cascais e Alcochete também ocupam os lugares cimeiros da área metropolitana da capital.

Mas metade dos concelhos da Área Metropolitana de Lisboa estava, segundo o INE, abaixo da média nacional, com destaque para a Moita (com um poder de compra inferior a 90% da média do País).

O concelho do Porto surge em segundo lugar na tabela dos mais ricos, mas a uma distância considerável da capital. Na área metropolitana do Porto, destacam-se os municípios de São João da Madeira, Matosinhos e Maia, bem como da própria Invicta, que rouba o segundo lugar a Oeiras. Já Arouca e Paredes alinham-se abaixo da média nacional.
Saiba que regiões têm mais poder de compra

Além dos territórios metropolitanos, também os municípios correspondentes a algumas capitais de distrito revelaram um poder de compra superior à média nacional. Entre eles contam-se, segundo o INE, Faro, Coimbra, Aveiro e Évora.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!