Produção automóvel dá gás às exportações

Venda de veículos de passageiros para o estrangeiro cresce 133% em julho, sobretudo à custa do T-ROC.
Por Raquel Oliveira|11.09.18
  • partilhe
  • 0
  • +
O setor automóvel, e sobretudo o aumento de produção do novo veículo da Autoeuropa, contribuiu para o crescimento das exportações em julho, que globalmente subiram 13%. Só a exportação de automóveis de passageiros registou uma subida de 133%, segundo dados divulgados ontem pelo Instituto Nacional de Estatística (INE).

As exportações de automóveis, peças e acessórios atingiram no segundo trimestre do ano 2,8 mil milhões de euros, um crescimento superior a 26% face ao período homólogo. Recorde-se que cerca de 97% dos veículos fabricados em Portugal são exportados maioritariamente para países europeus, com um peso significativo na balança comercial.

Para este resultado está a contribuir a produção do T-Roc na fábrica da Volkswagen em Palmela, que ainda em agosto reforçou a sua capacidade de produção com o trabalho aos domingos e um novo turno de laboração. Aliás, a Autoeuropa bateu recentemente o seu recorde de fabrico, tendo produzido este ano e até ao fim de agosto 139 mil carros em Palmela. Já quanto às importações, o INE regista um aumento de 11% em julho, correspondendo a uma desaceleração face a junho de 2018 (+16,5%). O défice da balança comercial foi de 1168 milhões de euros em julho, mais 32 milhões de euros do que no mês homólogo de 2017.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!