Correio da Manhã

Harvey Weinstein declara-se inocente das acusações de crimes sexuais
Foto Reuters
Harvey Weinstein
Foto Reuters
Harvey Weinstein
Foto Reuters
Foto Reuters
17:26
  • Partilhe
Produtor diz que todas as relações sexuais com as mulheres que o denunciaram foram consentidas.

O produtor norte-americano Harvey Weinstein declarou-se esta terça-feira inocente das acusações dos crimes de violação e abusos sexuais, num tribunal em Nova Iorque.

Harvey Weinstein conheceu oficialmente a acusação em tribunal e, segundo o advogado Benjamin Brafman, declarou-se não culpado, afirmando que todas as relações sexuais com as mulheres que o denunciaram foram consentidas.

"Creio que hoje é o primeiro dia deste processo. Começamos hoje a nossa luta", afirmou hoje o advogado do produtor aos jornalistas, à saída do tribunal, revelando que tentará que o caso não vá a julgamento.

O produtor norte-americano, de 66 anos, entregou-se no passado dia 25 de maio às autoridades em Nova Iorque, no âmbito de uma investigação judicial sobre agressões e abuso sexual, tendo saído em liberdade com pulseira eletrónica, depois de pagar uma caução de um milhão de dólares (864 mil euros).

Está também proibido de sair dos estados de Nova Iorque e do Connecticut.

PUBLICIDADE
No total, mais de uma centena de mulheres testemunhou que o produtor de Hollywood tinha abusado sexualmente delas, um escândalo que desencadeou a campanha #Time'sUp, que levou à queda de centenas de homens em lugares de poder de numerosos setores.

Depois das primeiras denúncias, em outubro passado, Harvey Weinstein foi afastado da empresa norte-americana Weinstein Company, que cofundou, e banido de várias associações, nomeadamente da Academia de Cinema dos Estados Unidos, que atribui os Óscares.

Siga o CM no Facebook.

  • Partilhe
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE